sexta-feira, 6 de maio de 2011

Fantasias só para adultos




Segundo os médicos, o complexo de culpa pode "derrubar" um homem.

Mulheres ativas são raras. Quando são, há poucas alternativas, entre elas assumir a má-fama.

Há exceções, um exemplo são os casos de mulheres que casam cedo, evitando passar por essa fase.

Uma pergunta que me veio a cabeça hoje foi: Quem é mais feliz tem mais prazer?

Eu tenho certeza que a maioria vai pensar afirmativamente, até eu.

Acontece que a mente humana tem mecanismos de defesa. Podemos nos transformar em zumbis, assistindo a tv, novelas, futebol ou algum programa estúpido, ou até sermos conpulsivos, para não enlouquecermos.

Vivendo de ilusões, estaremos presos eternamente em nossas fantasias, sem precisarmos encarar nossos problemas, sem precisarmos lutar.

Esta mormalidade, vez por outra, será quebrada, e quando isso acontecer, teremos mais um maníaco a solta.

Qualquer semelhança com filmes de ficção, não é mera coincidência, a vida real é a melhor inspiração para a ficção.

Em meio a todo esse caos, há pessoas que são felizes. Essas pessoas conseguem manter a sanidade física e mental, tornando-se líderes naturais, capazes de resolver problemas individuais e coletivos com simples conselhos, mensagens, ou palavras de afeto.

Pessoas que optam por serem felizes, adoram certas estratégias, como serem discretas. Não tem nenhum interesse em revolucionar costumes, nem em lutar contra o sistema.

Aí, eu fico pensando: E as pessoas infelizes? será que elas sentem algum tipo de praze?

Quando penso nisso, outras formas de comportamento surgem em minha mente, como o fetiche.

Não é à toa que o direito à privacidade é tão importante para a vida das pessoas em geral.

Em suas vidas privadas, as pessoas normais mantém certos costumes e tradições milenares que podem surpreender até os mais modernos. A maioria das pessoas não são tão normais assim, mas apenas nas aparências.

Em suas mentes, essas pessoas apresentam fantasias e fetiches inconfessáveis, cabe somente à elas decidirem sobre o que é proibido ou permitido.

Essa forma reservada de solucionar problemas pessoais ou sociais, pode ser perigosa.

Pessoas assim, normalmente precisam da ajuda de terapias. Quando não há condições financeiras, as religiões surgem como opções.

O problema é que muitas vezes as soluções são apenas momentâneas, podendo agravar a situação. Isso pode ser notado em viciados em drogas, alcólicos ou até mesmo em pessoas que fazem uso de anti-depressivos.

Esses equívocos podem ocorrer quando as pessoas são mal orientadas, não nescessariamente por falta de orientação.

Outro engano, seria imaginar dificuldades em se obter relacionamentos e amizades. Na realidade nunca foi tão fácil fazer amigos e construir um relacionamento.

Essa facilidade acaba atrapalhando, criando uma situação conhecida atualmente como vampirismo.

O vampirismo se manifesta quando uma pessoa surge, sem muitas cerimônias, torna-se íntima, próxima das pessoas, obtendo o máximo de vantagens, podendo tornar-se agressivas quando não conseguem satisfazer seus objetivos. Nesses casos, uma pessoa pode perder tudo aquilo que conseguiu durante sua vida, com muito esforço.

Pessoas carentes são, naturalmente, as maiores vítimas, tanto na vida real, quanto na vida virtual. A vida virtual, além de ser virtual. também é real.

Tudo o que nos falta na vida, manifesta-se em nossa mente. A mente possui mecanismos, uma espécie de válvula de escape, mas é preciso controle pois até nossa mente tem limites e se esses limites não são respeitados, mergulhamos num abismo obscuro do qual não há mais volta.

By Jânio
Postar um comentário