sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Prisioneiros da quarta dimensão




Ontem, eu assisti a um documentário muito interessante sobre o tempo e, ironicamente,  nem cheguei ao fim devido ao próprio tempo, ou falta dele.

O filme desvendava na prática, com a ajuda da tecnologia, uma parte de nossa realidade que fica oculta pelo tempo.

Apesar de, supostamente, estar Há menos tempo na terra, o ser humano possui um raciocínio muito desenvolvido, ou  seja, conquistamos o mundo pelo nosso raciocínio e não pelas nossas habilidades. Isso pode vir a ser um problema no futuro, ou a solução, dependendo do planejamento, interesses,  organização e dos registros relacionados à evolução da tecnologia.

Acontece que cada área se desenvolve de uma maneira, formando gênios, e só esses gênios tem o domínio de suas respectivas áreas.

A biotecnologia faz com que o ser humano sinta na pele, literalmente falando, essas novas tecnologias, isso poderá tornar-nos mais sensíveis aos avanços científicos. Isso é muito importante para evitarmos excessos.

As primeiras experiências com movimentos da imagem, o que deu origem ao cinema, mostraram bem mais que um simples entretenimento. Através dessas imagens,  ficou constatado parte da realidade que nossos olhos não vêem normalmente.

Esses detalhes são tão rápidos, que só as câmeras podem captar.

Essas novas descobertas mostraram que a nossa percepção das coisas é muito primitiva, e que a quarta dimensão pode estar muito mais próxima do que nós pensamos. Isso pode ser muito frustrante para nós, os seres que supostamente dominam esse planeta.

As moscas por exemplo, batem as asas dez vezes, durante um piscar de olhos, e isso é apenas uma pequena fração de segundo. Levando em conta que suas asas são transparentes, isso aumentou ainda mais o mistério.

... e por falar em segundos, quando criaram os primeiros relógios, dividiram o dia em horas, minutos e segundos, mas logo descobriram que isso não era suficiente. Só os segundos não bastavam em um corrida automobilística ou em competições como  atletismo, natação, etc.

O tempo pode tornar-se apenas uma ilusão, quando uma pessoa está ansiosa. Esse distúrbio psicológico  pode fazer com que os segundos  se tornem minutos, minutos tornem-se horas, horas em dias, etc.

Os realities shows mostraram os efeitos que a falta de um relógio pode provocar na vida de uma pessoa, por isso foi preciso criar mecanismos de controle, para entreter e ajudar a passar o tempo.

Para desacelerar o tempo, não é preciso estar doente, é possível desenvolver essas habilidades através de técnicas, como as artes marciais por exemplo.

Uma pessoa que executa movimentos de artes marciais, parece desacelerar o tempo, executando movimentos numa velocidade bem acima do normal. Como esses movimentos são técnicos, portanto planejados, isso me leva a crer que o que nos torna mais lento é o fato de raciocinarmos, vivendo de improviso e criatividade constantes.

Pessoas que pensam muito, como os intelectuais, improvisam mais, vivendo num eterno aprendizado. Pessoas que pensam menos, normalmente praticam esportes, planejam seus movimentos e, aparentemente, são mais rápidos e instintivos.

... mas o que dizer de uma mosca que executa movimentos numa velocidade tão grande que os olhos não conseguem sequer acompanhar?

Através de meditação, seria possível melhorar o nosso estado psicológico, desacelerando o tempo  e trazendo-nos de volta à velocidade normal de nosso habitat, de nossa natureza, ou seja lá como for.

Conscientemente, podemos captar 12 quadros/fotos/imagens por segundo, ou no máximo 24 quadros por segundo, e a questão que surge aqui, é: Subconscientemente, poderíamos captar até quantos quadros?

Esta questão leva-nos às teorias conspiratórias, uma possibilidade de estarmos sendo manipulados por imagens que estariam sendo exibidas além de nossa percepção consciente. Isso nunca foi detectado em condições normais, exceto quando houvesse problemas técnicos, como o travamento da fita do filme de cinema, expondo o que nossa consciência antes não captava.

Durante os sonhos, ou pesadelos, algumas pessoas podem vivenciar uma condição diferente da realidade, onde nem os pensamentos estão livres do planejamento das palavras pensadas.

... assim, a quarta dimensão poderia estar em nosso próprio subconsciente, podendo transformar nossa vida em sonhos ou pesadelos, dependendo dos interesses.

By Jânio

Texto relacionado:

Imagens em 4D


12 comentários:

Almir Ferreira disse...

Essa teoria da quarta dimensão, eu me lembro de ter livro anos atrás em um livro. Eu adoro esses assuntos que dizem respeito à Física, é um apena não ter visto esse documentário que falou.

Grande abraço.
Almir Ferreira
Rama na Vimana

Jânio disse...

Olá Almir:

Esse documentário é aparentemente muito chato no início, quando aparecem um senhor de idade e uma menina, onde é explicado a história do relógio.

Eu vi três vezes esse início, e não gostei, mas, dessa vez, eu peguei no meio do filme, por isso pude ver a melhor parte.

Esses documentários sempre se repetem, por isso é possível conferir outras vezes.

ABs

CONFINS DA NET disse...

qual o nome do filme!?

ThalleSux disse...

Qual é o documentário? será que existe algum upload dele?

Ramon disse...

interessante

Anônimo disse...

eu vi o documentario muito bom mesmo

Anônimo disse...

Ótimo texto! Parabéns! Tipo, eu não concordo que uma pessoa possa desacelerar o tempo... Acredito q ela possa aumentar sua percepção ^^

Jânio disse...

Olá Confins da Net:

Como eu disse no texto, eu assisti apenas um trecho do documentário, na TV Escola. Todos nós sabemos que esses documentários repetem, mas é sempre difícil acertar o horário.

Não vi o nome do documentário, nem o nome da produtora. É bem provável que seja a BBC, pela qualidade das imagens em supercãmera slow motion ou stop motion.

ABS

Jânio disse...

Olá Thalle:

Infelizmente, eu só pude ver parte do filme, mas foi na TV Escola, canal educativo da tv aberta, mas o texto foi inspirado. Havia muito mais para escrever, mas eu achei melhor deixar para outros textos futuros.

Aguarde a reprise, torcendo para que seja num horário acessível.

ABS

Jânio disse...

Olá Ramon:

Eu pretendo voltar ao tema, mas, por enquanto, vamos aguardar uma reprise do documentário que é muito bom.

ABS

Jânio disse...

Olá anônimo 1:

Sorte sua porque eu vi só um trecho, as imagens em supercâmera são lindas, a narração é esclarecedora.

ABS

Jãnio disse...

Olá anônimo 2:

Você tocou num ponto que eu venho tentando elucidar, através de pesquisas. Afinal, até que ponto nossa mente pode chegar.

A quarta dimensão é a dimensão do tempo, então, será que teremos que ultrapassar algum portal para um universo paralelo, ou convivemos com vários universos aqui mesmo.

Será que uma pessoa com premonição está vendo algo do futuro, ou será que está vendo o seu próprio presente, mas num universo paralelo.

...e os loucos, o que os loucos tem a dizer sobre tudo isso?

ABS