sábado, 26 de maio de 2012

O avião invisível chinês



A falta de bons motores atrapalha o desenvolvimento do avião invisível chinês.

Embora a China esteja no quarto protótipo do seu caça de quinta geração, o projeto vem enfrentando problemas pela falta de motores confiáveis. A empresa aeronáutica China Chengdu Aircraft Corporation iniciou voo experimental em janeiro de 2.011.

Segundo informa o portal Jane's, atualmente só dois protótipos sob os números 2.001 e 2.002 efetuam vôos experimentais, enquanto os demais estão sendo testados em terra.

Em um dos protótipos, foram instalados dois motores distintos e presume-se que um seja de produção Russa. Trata-se do motor AL-31F ou AL-41F. O segundo motor desta aeronave é o WS-10A, de desenvolvimento doméstico. O outro protótipo volante está dotado de motores chineses WS-10A, projetados pela empresa Liming Aeroengine Manufacturing. Vale recordar que o motor turbofan AL-31 da planta Saturn da Rússia foi desenvolvido ao longo de 20 anos, para aviões de combate da série Su-27.

No entanto, o desenvolvimento do J-20 esta sendo  realizado com muitas dificuldades  e demora.

Esses projetos ainda não estão com propulsão confiável e não desenvolvem o impulso necessário.

Outro problema chinês é que os especialistas em  materiais resistentes ainda não conseguiram aumentar a vida útil do WS-10A.

Enquanto isso, segundo a força aérea chinesa, o avião de desenvolvimento de quinta geração estaria operativo entre 2.017 e 2.019.

Fonte - RT-TV


Comentários - A parceria entre a Rússia e a China  parece muito boa no papel, mas tem limites. Quando se trata de tecnologias estratégicas de ponta, nem os EUA e nem a Rússia tem interesses de compartilhá-las.

Era o caso, por exemplo, da bomba atômica.

Os projetos de aviões invisíveis são tecnologias de ponta, restritas a pouquíssimos países, uma tecnologia que os torna, de certa maneira, os donos do mundo.

A China avançou muito, tecnologicamente, mas não o suficiente. No fim da década de sessenta, era a corrida espacial que mostrava quem era mais forte, pelo jeito, a corrida não terminou.

Procurando independência, a China se desenvolve rapidamente mas, com o motor Russo, essa independência não será possível. E, pelo que parece, nenhum dos dois motores foram satisfatórios.

Os EUA atraem cientistas de ponta de todas as partes do mundo, inclusive do Brasil, por isso, continuarão reinando absolutos por mais alguns anos.

By Jânio

17 comentários:

Anônimo disse...

esses dias estava passando um documentario no discovery turbo sobre esses aviões invisiveis, seria o caro da china requisitar uma copia e ver os conseitos uhauhauhha

Jânio disse...

Olá Anônimo:

O motor tem sido um dos maiores desafios da tecnologia mundial, a indústria automobilística sabe muito bem disso. Entretanto, os EUA tem um aviãozinho de estimação capaz de dar a volta ao mundo em duas horas, tão rápido que até saiu do controle rrsrs


ABS

Anônimo disse...

Enquanto Estados Unidos e China testam e usam seus caças dito invisíveis aos radares ,o que não de total verdade,pois os radares mais modernos detectam-nos,não como outros aviões,mas como anomalias rápidas no radar,a Rússia desenvolve o sistema de plasma,uma espécie de campo de força invisível,que os deixa completamente invisíveis aos radares,incluíndo testes com mísseis com proteção de plasma. É,meus amigos, só saberemos se um míssil russo for lançados contra a gente,quando ele explodir. Enquanto isso,no Brasil,vivemos de Tucano,AMX,F-5 e Mirage. Sorte nossa!

Alessandro disse...

fazer o que né, e nós brasileiros ainda temos aviões de guerra movidos a helice, e para lançar as bombas tem que jogar elas com as mãos, pelo menos nossos aviões são duraveis, mais de 60 anos. bom agora temos um porta avioes com tecnologia de ponta dos anos 50.

Anônimo disse...

Gente vou contar uma coisa pra vocês... não é preconceito não, mas todos países de olhinhos puxados não tem capacidade intelectual de criar nada, e nessa incluo até o Japão, pois tudo que é criado lá tem um dedinho de Europeu ou Americano.

Jânio disse...

Olá Anônimo 2:

Obrigado por compartilhar tais informações conosco.

Essa tecnologia certamente a Rússia não compartilhará com a China.

ABS

Jânio disse...

Olá Alessandro:

Sabe que eu pensei a mesma coisa que você, quando o Brasil comprou esse porta aviões.

Não basta ser depósito de lixo, já estamos comprando, pior, não é para reciclar.

ABS

Jânio disse...

Olá anônimo 3:

Se o Brasil tivesse dez por cento da tecnologia do Japão, China, Singapura, Coréia, etc., seríamos mil vezes mais avançados tecnologicamente.

ABS

Anônimo disse...

Você está errado Jânio. A Rússia é um país que não coloca barreiras quando se trata de transferir suas tecnologias seja bomba atõmica, foguetes ou aviões.China, India, Paquistão se deram bem enquanto nós nos contetamos em ser o quintal americano

Anônimo disse...

A Rússia convidou o Brasil para produzir o Sukoi 35, mas os americanos que são nossos donos deram um puxão de orelhas na dilma e a India é que vai ser parceira.

Anônimo disse...

A Rússia não coloca dificuldades em transferir tecnologia.Eles ensinaram chineses, paquistaneses e indianos fabricarem aviões, misseis, satélites e foguetes alem de bomba atômica, mas nós brasileiros nos contetamos em continuar sendo o quintal americano. parece que só existimos para suprir os americanos de alguma coisa . Jamais seremos uma potência.

Jânio disse...

Olá Anônimo:

China, Índia e Paquistão, tem interesses estratégicos em armamento e tecnologia bélica, são capazes de pagar muito bem por isso.

Já no caso do Brasil, além de serem covardes, nossos políticos preferem roubar o dinheiro.

ABS

Jânio disse...

Olá Hildebrando:

Para mim, nossos políticos ganham uma comissão muito boa para atender interesses estrangeiros.

Só não estamos pior porque os estrangeiros nunca tiveram tanto interesse em um país instável, pelo menos até há dez ou vinte anos.

ABS

gabriel disse...

Aqui no rio grande afiamos a daga na pedra e ninguém tem lamina mais afiada.Não adianta investir em avião ou submarino ou navio ,pois precisariamos de anos e mais anos pra competir com a tecno deles.Ninguém entrega o ouro pra ninguém!Então vamos usar a inteligência e por exemplo nos protegermos não fornecendo como banana a grande quantidade de combustível que levanta esses aviões!

Jânio disse...

Olá Gabriel:

Eu concordo com você quanto a tecnologia atrasada que nós temos, sem investimento nem em infraestrutura.

O petróleo é a grande causa das guerras, pelo menos até que se desenvolvam novas alternativas de combustível, ou tecnologia nuclear.

ABS

Rafaeli Santos disse...

Kkkkkkk a professora d geografia falou q existia um aviao invisivel ata ate ai eh. Normal. ..
Entao perguntamos se era akele camuflado ou akele q os radares n pegavam mais ela fikou braba e comecou a gritar dissendo q n q era invisivek mesmo q ele podia passar na sua frente e vc n veria dai eu estou procurando. ..C vcs virem m digao ond
ou melhor c ela falou q ele eh todo invisivel. Descupa ai neh n tem como ver...

Jânio disse...

Olá Rafaeli:

Eu também já ouvi falar sobre experiências com um navio, mas ficou no campo da teoria, já que os cientistas estão procurando achar uma forma até agora.

Seria um grande problema o tal manto da invisibilidade fazendo tudo desaparecer.

Muito boa essa história. Os professores estão subestimando os alunos que já possuem mais informações que eles.

ABS