sexta-feira, 25 de março de 2011

Quanto vale um link



Sabe aquela velha mania de blogueiro iniciante, trocar links? - Pode ser muito interessante no início, mas depois de algum tempo não faz sentido.

A liberdade de incluir ou excluir links, homenagear nossos amigos mais esforçados, isso não tem preço.

Eu sempre digo para os blogueiros afobados: "Se você quer aumentar as visitas, participe do Ocioso, se quer comentários, participe do Dihitt.

Além do básico, participar do Linkesfera, Link Me, Ver, Big links, Linkasites, Linkativo, Centralblogs, Oyo, e todos os sites/Pings que temos divulgado, é sempre agradável e ajuda a melhorar o tráfego.

As grandes redes também já notaram a importância dos pings, como forma de aumentar a transparência e a reputação de seus usuários.

Redes como a Linkedin, Facebook, Twitter, Google, todas já apresentam pelo menos uma ferramenta para agregar conteúdos.

Sempre fica alguma questão a ser discutida, a melhor delas é: Como rentabilizar o site?

Eu tenho resistido ao adsense, pelo menos por enquanto.

Há pelo menos dois anos, quando eu iniciava na blogosfera, lembro-me de uma pesquisa feita pelas agências online, para descobrir os blogs que mais atualizavam, os blogs mais importantes. Foram escolhidos mil desses blogs, para que suas campanhas fossem veiculadas, nem a Twitter ficou de fora.

Cada mensagem positiva, publicada por um microblogueiro, com mais de cem mil seguidores, não sai por menos de quinhentos reais.

Para evitar informativos publicitários em excesso, os microblogueiros escolhem as empresas mais valiosas, cobram um valor razoável, sem prejuízo para o conteúdo de seu microblog.

O link diretamente relacionado ao texto, tem mais valor.

Eu já havia obtido até 350 clicks em um único dia, com um único post, todos links de qualidade indiscutível. A experiência de ter um segundo blog, só tive agora.

O buscando mudanças já é um dos sites que mais gera visitas para o Made in Blog, e vice-versa.

Ter mais de um blog é muito importante para evitar o plágio, já que sites como o Ocioso só permitem uma publicação ao dia. Quando o Ocioso está em manutenção, o acúmulo de vários links é inevitável, isso permite que os posts sejam plagiados e publicados por um larápio.

O adsense oferece a opção de retorno em dinheiro ou em publicidade, através do próprio sistema.

Wordpress já permite a criação de links automáticos, a blogspot também, mas eu não consegui criar o link automático na Blogspot, assim, todo o processo foi feito manualmente.

No caso de links automáticos, até a Zip.net oferece esse sistema, basta selecionar o texto, em seguida clicar em link, no editor do texto. Caso o Internet Explorer esteja bloqueando, basta desbloqueá-lo.

No caso da criação manual de link, seria como se segue:

Veja o Script

Veja como ficou:

Made In Blog

O ideal é copiar o script, mudando apenas os dados contidos nele, como é o caso do link, título do link e a palavra chave.

Caso eu não consiga inserir o script aqui, publicarei no outro blog.

Independente de dinheiro, retorno, o link é a base da otimização da internet, criando um processo de hipertexto. Possibilita abrir janelas de conhecimento (outros textos) que complementem o que está sendo digitado.

Há vários tipos de links, onde as próprias tags (aquelas que vão abaixo do texto) são fundamentais para auxiliar os robots dos buscadores. A manipulação dessas tags, contitui-se crime, além de diminuir a qualidade do texto.

O título do texto também é interpretado como tag pelo google, por isso a filosofia, ironia ou qualquer outro estilo intelectual, deve ser descartado.

O texto deve ser direto, com o mínimo de metáforas, para não atrapalhar a indexação.

OBS: Não confunda links de parcerias, com links de amigos, homenagens ou fontes de informação.

By Jânio
Postar um comentário