segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

Ministros da Dilma que já caíram



Depois de ler todas essas histórias do primeiro ano de governo de Dilma, cheguei a conclusão  de que o PT não é só ingênuo, é incompetente e pouco inteligente também.

Poderíamos até pensar que o PT não gosta muito de burocracia, por isso comete tantas falhas graves, mas como os (in)digníssimos cavalheiros listados abaixo são todos formados em Direito, tendo, inclusive, ocupado cargos de  importância, não dá nem para defendê-los.

A incompetência  fica evidente, quando em pelo menos dois escândalos, dois ministros caíram de uma só vez. Esse foi o caso do escândalo de enriquecimento ilícito, quando Palocci e suas empreiteiras levaram também o Ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, e Orlando Silva, que morreu abraçado com Carlos Lupi.

Se a incompetência de um já é impressionante, imaginem dois incompetentes, que nem para roubar servem.

Deve ser por isso que Orlando Silva era contra o provão (se você entendeu povão, não se preocupe), pelo jeito esses Ministros andaram comprando seus diplomas.

A primeira lei que se aprende em um curso de Direito é: Não há crime perfeito.

Veja a lista de Ministros caídos:

01) Antonio Palocci Filho (Ribeirão Preto, 4 de outubro de 1960).

O auge da carreira de Palocci certamente foi no Ministério da Fazenda, no Governo de Lula. Naquela época, o presidente do Banco Central ainda estava subordinado ao Ministério da Fazenda.

Palocci foi o responsável por tornar a economia do Brasil forte, aproveitando o projeto inicial de Fernando Henrique Cardoso.

Formado em medicina, engajou-se ao movimento de esquerda radical, corrente trotskista. Foi fundador e presidente do PT de São Paulo, 1997 - 1998.

Foi diretor da Anvisa e, aos 28 anos, depois de ocupar vários cargos públicos, tornou-se vereador.

Em 1.988, o ambicioso médico foi eleito vereador, deixando o cargo para ser deputado, em 1.990. Como Deputado também ficou apenas dois anos, em 1.992 tornaria-se Prefeito de Ribeirão Preto.

Palocci foi denunciado várias vezes mas a denúncia mais grave e que o tirou do governo, foi a quebra de sigilo bancário do caseiro Francenildo Santos Costa, uma armadilha que ele certamente não esperava.

No Governo Dilma, ele foi novamente convidado, e mais uma vez ele caiu, dessa vez por enriquecimento ilícito. O envolvimento de Palocci com as empreiteiras, deixou bem claro a imaturidade do PT no governo.

Em 07 de julho de 2.011, Palocci deixou de ser Ministro Chefe da Casa Civil.

02) Alfredo Pereira do Nascimento - Formado em Letras e Matemática, pela Universidade Federal do Amazonas. Vice-Governador na Chapa de Amazonino Mendes, Prefeito de Manaus, Ministro do Transportes.

Foi Senador pelo PR do Amazonas, e perdeu o cargo de Ministro dos Transportes por acusação de receber propinas e enriquecimento ilícito. Decididamente, o PT não sabe lavar dinheiro, além de ser ambicioso demais.

No dia 06 de Julho, o Ministro deixou o cargo.

03) Nelson Azevedo Jobin - Foi Ministro da Defesa (Lula e Dilma), e Ministro do STF no Governo FHC.

Neto do ex-Governador do Rio Grande do sul, Jurista, Deputado Federal, Ministro da Justiça de FHC.

Demitido depois de criticar o Governo, em 04 de agosto de 2.011, sendo substituído por Celso Amorin (Relações Exteriores).

04) Wagner Gonçalves Rossi - Deputado Federal, Ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Formado em Direito e Administração.

Acusado de envolvimento  e pagamento a empresas de fachada (laranjas).

Deixou o cargo em 17 de agosto de 2.011.

05) Pedro Novais Lima - Formado em Direito pela universidade Federal do Espírito Santo, Deputado Federal em sete mandatos no Maranhão, Ministro do Turismo.

Demitido depois de pagar motel com dinheiro público, desvio de verbas do ministério através de emendas parlamentares e fraude em convênios.

Renunciou em  14 de setembro de 2.011.

06) Orlando Silva de Jesus Júnior -  Formado em direito pela Universidade Católica de Salvador, presidente da UNE e Ministro dos Esportes.

Foi denunciado por um policial militar, acusado de desviar dinheiro público, no programa Segundo Tempo. Pediu demissão em 26 de outubro de 2.011.

07)Carlos Roberto Lupi - Presidente do PDT, Ministro do Trabalho e Emprego.

Deputado Federal e Senador, foi acusado de envolvimento no escândalo de desvio de verbas, protagonizado por Orlando Silva. Pediu demissão em 04 de dezembro de 2.011.

Obs: A primeira regra de política, é que não há político honesto. Talvez isso explique a falta de vergonha desses grandes advogados pilantras.

By Jânio

Texto relacionado:

Lista de todos os ministros da Dilma



Postar um comentário