sexta-feira, 28 de outubro de 2011

Escândalo no ministério dos esportes




No dia em que a presidente Dilma escolheu os seus ministros, ficou claro o elemento política em suas escolhas.  Era uma questão de tempo até que seus ministros enfrentassem denúncias de corrupção.

Esse é o grande problema da política, político não trabalha. Se um político não trabalha, então, ele não tem nenhuma responsabilidade com o cargo ao qual foi indicado, nenhum controle.

Os políticos são indicados aos cargos como forma de fortalecer as alianças entre os partidos que apoiam determinado governo, isso sempre ocorreu, por isso é considerado normal. O problema é que quando não há organização os crimes aparecem.

Não há responsabilidades de autoridades indicadas para um determinado cargo, mas essas autoridades devem escolher alguém que seja responsável, devem organizar o setor para que funcione, independente da participação política. Quando isso não ocorre, pode haver auditoria, fiscalização, investigação policial, e todos os tipos de desvios acabam sendo descobertos.

No caso do novo capítulo de escândalos da política brasileira, o ministério dos esportes foi o vilão da vez. Isso significava que mais alguém cairia e que o governo gastaria muito dinheiro para manter a oposição sob controle.

Eu diria que os escândalos da FIFA estão afetando a todos: CBF, Copa do Rio, ministério dos esportes, Corinthians e, naturalmente, todos os responsáveis por essas instituições estão sendo envolvidos.

O velho esquema das Ongs vai sendo desmascarado, enquanto o governo diz que não fará mais convênios com ONGs recém criadas.

Fazer desvios de verbas é muito comum  no Brasil, por isso é fácil, o problema é a lavagem desse dinheiro.

Até o governo americano está tendo dificuldades para controlar as forças ocultas do poder. Segundo os especialistas, o Wikileaks trabalha para a CIA, que por sua vez é uma ferramenta muito útil para o clube de Bilderberg.

Atacando o governo americano, assim como seus aliados, estão enfraquecendo uma das grandes forças que controlam o poder global e o crime organizado global, mesmo que esses governos estejam participando das reuniões do clube de bilderberg.

A política é um jogo, e nós temos o nosso jogo de histórias mentirosas. O que irrita é ver sempre os mesmos atores em histórias repetidas e difíceis de acreditar.

Wikipedia: "Em outubro de 2011 a revista Veja publicou uma denúncia de um policial militar que alega que Orlando Silva participava de um esquema de desvio de recursos públicos do Programa Segundo Tempo. Após 12 dias sem provas para as acusações, em 26 de outubro, Orlando se demitiu para, segundo ele, poder se defender melhor das denúncias e evitar que seu partido seja usado contra o governo.

Orlando Silva do Pc do B será substituído por Aldo Rebelo do mesmo partido.

Nem precisaremos perguntar qual será o próximo ministério envolvido em escândalos, o ministério do trabalho já está tendo trabalho para explicar seu envolvimento nesse mesmo escândalo.

Assim caminham os brasileiros.

By Jânio

Textos sugeridos:


A política torta do Brasil

Eu não acredito em teoria da conspiração

Mortes misteriosas de celebridades

Presidentes do Brasil

A história de José Sarney

PT acerta o próprio pé

Políticos com problemas na justiça

O massacre do sítio caldeirão

A crise da PPP

Ficha Limpa





Postar um comentário