segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Profissões futuristas que ainda não existem



O mundo está em constante mutação em todos os campos e no mercado de trabalho não é diferente. Uma série de novas profissões estão por vir. Quer saber quais são e por que a humanidade necessitará delas nas próximas décadas?
Hoje, vemos como a humanidade está passando por uma revolução técnica forte, um boom inovador . A realidade de hoje teria parecido inimaginável há apenas duas décadas. Por isso, é ainda mais difícil imaginar como nossa vida será nas próximas décadas. O Futurist Thomas Frey se atreveu a reunir 136 novas profissões que poderiam ocupar nossos filhos.
1. Transicionistas ('Transitionists'). Especialistas que ajudarão a culminar a transição para uma era totalmente digital para a humanidade em geral.
2. Expansionistas ("expansionistas"). Especialistas que se dedicarão a adaptação da humanidade a um novo meio ambiente.
3. Maximizadores ('Maximizadores'). Profissionais capazes de construir processos, situações e oportunidades.
4. Otimizadores ('Optimizers') Profissionais dotados de persistência e preparados para ajustar os dados variáveis ​​para obter melhores resultados.
5. Inflexionistas ('Inflectionists'). Especialistas capazes de encontrar o ponto de inflexão (novos rumos) em um sistema. Futuristas prevêem que esta habilidade será altamente valorizada.
5. Especialistas em desmantelamento (desmantelar) ('Dismantlers »). Uma vez que  o desenvolvimento de cada indústria tem um fim, serão necessários especialistas capazes de liquidar a produção.
6. Contra-atacantes ('Backlashers'). Toda nova tecnologia tem inimigos, críticos, por isso precisamos de pessoas que possam responder a negativa  de forma adequada.
7. Especialistas 'last milers'. As empresas costumam reduzir rendimentos para melhor satisfazer o usuário final. Por isso, é necessário especialistas capazes de gerir este processo.
8. contextualistas ('Contextualists'). Entre uma ideia inovadora e seu desempenho real sempre há um grande trabalho a ser desenvelvido. Contextualistas cuidam do processo de aplicação do produto final.
9. Especialistas em ética ('Ethicists'). Com o passar do tempo só vai aumentar a necessidade de especialistas que possam resolver questões morais complexas. Dado o crescente impacto da tecnologia na vida das pessoas, estes especialistas estarão em alta demanda.
10. Os filósofos (Philosophers ''). Em um mundo em que há uma luta constante entre as empresas que buscam a supremacia na esfera intelectual, a teoria filosófica que é a base dos processos de um negócio, será algo comum.
Fonte: RT-TV

Postar um comentário