quarta-feira, 10 de julho de 2013

Google Glass mostra primeira prisão ao vivo



A cidade americana de Nova Jersey foi cenário da primeira prisão filmada em tempo real com a ajuda do polêmico dispositivo Google Glass.

O vídeo do incidente foi registrado por Chris Berrett, fundador de uma agência de publicidade, durante as celebrações de 4 de Julho, e mostra gente incitando a violência e,  em seguida, a Polícia procurando envolvidos na briga. É justamente nesse momento que as lentes do publicitário captam um dos envolvidos, sem camiseta, e sua posterior detenção diante de uma loja. Depois de ter sido filmado por uma câmera tradicional ou dispositivo móvel, o sujeito perseguido muito provavelmente haveria agredido o autor do vídeo.

Com o sucesso das imagens, ressurge o debate sobre as polêmicas derivadas do Google Glass. A defesa por esse invento  por parte da Google, ressalta as grandes vantagens do dispositivo, considerando que poderia capturar desde os mais ínfimos detalhes da vida diária, até catástrofes e crimes. Entretanto, os riscos evidentes que representa este dispositivo para a privacidade das pessoas, tem sido denunciado por alguns Governos e organizações vinculadas com a sociedade do conhecimento.

Comentário: Falar em riscos devido a tecnologia, dá vontade rir, não é mesmo?

É evidente que não se pode parar a tecnologia, é evidente que as pessoas querem mais realismo nas notícias, a ponto de não ser possível que uma imagem seja editada. Entretanto, mesmo assim, ou até por causa disso, surgiu a teoria do ataque as torres Gêmeas do World Trade Center, olha só que ironia.

Acontece que com tanta tecnologia, tantas câmeras, webcam e vídeos de vigilância na maior metrópole do mundo, simplesmente não haviam imagens suficientes dos aviões que atacaram as torres.

O caso é muito curioso, já que o avião invadiu a cidade e quase matou a população de susto.

Privacidade dentro das casas, eu acho correto, quem deve decidir isso é a própria família. Privacidade nas ruas, eu discordo, as ruas são públicas e só um imbecil iria vetar imagens públicas.

Na minha opinião, o que se tem medo é do popular. No Brasil, até as câmeras de vigilâncias eram vetadas pela legislação, pelo menos até o PCC fazer aquela "festa" em São Paulo.

Hoje, algumas pessoas preferem participar de manifestações mascaradas, e são justamente essas pessoas que deveriam ser barradas e presas pelos próprios manifestantes e entregues a polícia.

Fonte: RT-TV

Imagem de tirar o fôlego

Imagens em 3D de Marte

Postar um comentário