domingo, 23 de outubro de 2011

A teoria da p*** velha



Eu vou aproveitar que o texto sobre o Rafinha Bastos está na primeira página do Ocioso, e vou escrever sobre mais um tema polêmico: A teoria da p*** velha.

Para quem não sabe, p*** velha são prostitutas vagabundas, daquelas que passam a vida inteira num bordel, até que chega a um ponto em que a própria prostituta não acredita mais na velha desculpa "eu estou aqui porque não posso morrer de fome", ou "preciso sustentar meu bebê".

Em minha pequena cidade, p*** velha é uma expressão atribuída a um malandro, ou à própria p*** velha.

Os profissionais que mais recebem esse nome, naturalmente são os políticos. Um político passa tanto tempo planejando falcatruas, que chega num momento em que ele não pode mais se fazer de vítima.

Alguém acreditou quando José Sarney disse que estava sendo vítima de um grande jornal?

Se a sociedade não fosse tão elitizada, os políticos teriam dificuldades para serem eleitos, mas se os pobres se tornam mais baratos que os ricos, então, acertam dois coelhos de uma única vez. Conseguem os votos e ainda podem roubar.

Essas conspirações que tem sido criadas, deram origem a uma guerra de classes, uma briga tão intensa que impossibilitou que o burguês formasse opinião junto aos mais pobres.

Agora, a GLS é atacada pela igreja; a igreja é criticada pelos intelectuais; os conservadores atacam os liberais e os liberais são atacados pelos militares. As feministas atacam os homens; os homens (machistas) atacam as mulheres; os alunos atacam os professores; os policiais atacam os traficantes e os traficantes atacam os cidadãos desavisados.

Esses são apenas alguns bons exemplos, no topo, estão a OAB, STF, políticos, banqueiros, multinacionais, ONU, EUA, CIA, OTAN, Bilderberg, etc.

As instituições mais tradicionais são compostas por p*** velhas, cada uma delas sabe o que fazer em determinadas situações.

Do outro lado estão os moleques de rua, aqueles que nunca poderão se organizar pois a lei não permitirá. Não podem fazer greves, não podem incitar revoluções de costumes, não podem fazer e nem dizer o que pensam.

Os tabus são reservados às organizações secretas, ou quadrilhas organizadas, cujo interior ninguém pode pisar, sem antes provar que já faz parte do grupo.

Assim como as p**** velhas, quem participa de um grande grupo sempre terá informações privilegiadas, terá acesso as instituições públicas e poderá fazer grandes financiamentos, não é mesmo Sílvio Santos?

P**** velhas só comparecem na delegacia quando tem ordem de prisão decretada, mesmo assim, se a mídia de massa estiver vendida, só aparecerão na penitenciária em duas ocasiões: No dia da prisão e um dia antes de serem soltos.

Essas são as p**** velhas.

By Jânio

Postar um comentário