domingo, 31 de março de 2013

Computador biológico





Um grupo de cientistas dos EUA está desenvolvendo um computador biológico que combina tecnologia e genética. Os primeiros passos foram divulgados pela revista Science.

A pesquisa está sendo realizada por bioengenheiros da Universidade de Stanford que já terminaram a primeira fase de seu projeto.

Trata-se de um transistor biológico que seguramente funciona muito melhor que os eletrônicos (aqueles que são encontrados em praticamente todos os computadores, televisores, rádios e móbiles).

Este dispositivo capta a luz graças aos avanços na nanotecnologia, permite aos cientistas controlar a molécula de ácido ribonucléico (ARN), que é uma das três principais moléculas de organismos vivos, bem como as proteínas e DNA (que utiliza ARN para transferir  as informações durante a síntese de proteínas).

A invenção é conhecida como Transcriber e, para criá-la, a equipe utilizou enzimas que controlam o fluxo de ARN ao longo das cadeias de DNA,  e que funcionam como cabo, enquanto a ARN seria o eléctron.

Jerome Bonnet, pesquisador pós-doutorado em bioengenharia, e um dos principais autores do estudo, disse que tinha "muito cuidado para selecionar as enzimas que funcionam nas bactérias, fungos, plantas e animais."

"Os computadores biológicos podem ser usados para estudar os sistemas vivos e melhorar as terapias celulares", explica Drew Endy, professor de bioengenharia. Segundo ele, eles também poderiam "ativar e desativar a reprodução celular".

Não se sabe quanto tempo vai levar para os cientistas criarem um computador biológico, mas para tornar o sonho em realidade, os cientistas querem que sua pesquisa seja de domínio público para que os outros possam  aproveitar as informações e melhorar o dispositivo.

Comentário: O nome pode até assustar um pouco mas, pelo que podemos perceber no final do texto, trata-se de um dispositivo que poderá controlar totalmente a célula. Eu imagino como isso seria útil para o controle de uma célula cancerígena, poder parar o seu crescimento ou desativá-la completamente.

Essa é a vantagem de um estudo multidisciplinar, o que deveria ser levado mais a sério pela física e química.

Seria bom se parassem com os estudos baseados apenas em ciência e valorizassem mais a vida, seria bom se a ciência fosse mais sensível a humanidade.

Fonte: RT-TV

Robô inseto

Robô quase perfeito

Exoesqueleto - Super-herói real
Postar um comentário