domingo, 3 de fevereiro de 2013

EUA obrigam ouvir o feto antes do aborto




Um tribunal de justiça do estado do Texas, Estados Unidos, ratificou a lei que obriga as mulheres a ouvir o som do feto antes do aborto.

Ativistas anti-aborto acreditam que ao escutar o batimento do coração de seu futuro filho, muitas mulheres desistirão de sua decisão, abandonarão conscientemente a ideia, com responsabilidade.

A norma exige realizar ecografias previas, escutar o feto e conhecer sua descrição completa. A única exceção possível, só para as mulheres violentadas, que sofreram incesto ou cujo feto tenha má-formação.

No ano passado a legislação foi aprovada e logo promulgada pelo governador e atual candidato às primárias republicanas, Ricky Perry.

O candidato presidencial disse: "Esta lei garante que qualquer texano que queira um aborto, deverá conhecer todos os detalhes sobre o bebê e entender o impacto devastador de acabar com sua vida".

Os defensores dos direitos das mulheres consideram que a lei é inconstitucional e afirmam que a obrigatoriedade viola a liberdade das mulheres.

Nancy Nortup, presidenta do Centro pelos Direitos Reprodutivos, que defende a contracepção e o aborto legal, disse que a decisão do tribunal "abre caminho para a aplicação de uma lei intrusiva cujo único propósito é forçar as mulheres  a desistir de exercer os seus direitos, protegidos pela constituição".

O Texas é o vigésimo estado dos Estados Unidos que exige fazer ecografias prévias, mas é o único que obriga a conhecer a descrição do feto. Além dos debates no campo das leis, a questão do aborto segue gerando controversias em território americano e em países de todo o mundo.

Fonte: RT-TV

Grávida com menos de dez anos

Gravidez adolescente


Postar um comentário