terça-feira, 8 de janeiro de 2013

Profissões em baixa em Portugal



A realidade no mercado de trabalho de Portugal é triste, a crise mundial demonstrou que o mercado comum europeu não iria resolver os problemas de seus membros, pior piorou a situação. A verdade estava longe dos olhos dos europeus, onde os grandes impérios transformavam a escravidão em um modo comum de vida.

A mão-de-obra barata dos BRICS era o verdadeiro problema da Europa, descobriram isso tarde demais e, pelo menos Portugal, já começou a adotar os mesmos sistemas imperialistas brasileiros. A imagem repugnante de si mesmo passou a ser aceita e a TV brasileira poderá fazer, lá, o que tem feito aqui.

Cada vez mais o salário mínimo diminui, o desemprego leva as pessoas a aceitar um salário menor e a infra-estrutura poderá ser a próxima vítima dos cortes de gastos públicos.

No centro dessa decadência europeia de empregos estão as Relações internacionais, que perdeu espaço junto desconfiança do euro; Estudos Europeus, demonstra o fim do sonho de uma Europa mais unida e longe dos riscos de conflitos.

Filosofia passou a ser apenas um sonho, possível para quem é muito rico, apesar dos ricos não terem nenhum interesse, e para acadêmicos com interesse em um segundo curso. Parece que motivar as pessoas deixou de ser função da filosofia, ninguém quer saber da verdade sobre a vida, melhor para as novas igrejas inescrupulosas, dispostas a aterrorizar a todos.

Radiologia é a principal vítima dos cortes de gastos na área da saúde, em Portugal, e não deverá ser a única.

Ciências da comunicação - nessa área podemos observar um fenômeno perigoso que começa com a monopolização da informação, nas mãos das grandes agências internacionais, até a censura na internet, onde a liberdade termina, onde as opiniões são restritas aos interesses das grandes corporações. Jornais, Revistas, TVs e rádios regionais, ninguém suporta mais o corporativismo globalizado.

História - seria preciso estudar história para saber como tudo se repete, o que é normal na natureza má do ser humano, e que essas repetições pode  acontecer através de uma onda temporal muito maior do que se pensa, levando o mundo a regredir séculos e até milênios, o que poderia até ser bom, se não fossem os interesses e fundamentalistas de araque.

Psicologia - apesar de ser uma das profissões em baixa, assim como a Filosofia e a História, é muito importante para melhorar a percepção de quem quer ver o que acontece e descobrir quem somos. Através da psicologia poderemos saber que estamos todos enlouquecendo com os modos de vida modernos, assim como uma alimentação inadequada que poderá gerar mutantes, bons  ou maus, e algumas vezes incontroláveis. Através da psicologia poderemos saber se regredimos até a depressão dos anos 20, Idade Média, Império Romano, ou além disso, onde ficaria difícil imaginar.

Bioquímica - é curioso como a engenharia química possa estar no topo das profissões com maior empregabilidade, enquanto a bioquímica amarga glória desgraçada de estar entre as dez piores, apesar de sua importância para a vida.

Línguas e Literaturas - aqui mora o perigo e, ao lado de outras citadas acima, relacionadas a crise da globalização, revela uma tendência ao nacionalismo e um convite ao imperialismo absolutista.

Ciências Bioanalíticas - por muito pouco não chegamos a uma nova era, onde a inteligência ocuparia o lugar do dinheiro e do poder absoluto. Trata-se de um curso multi-disciplinar relacionado ao desenvolvimento sustentável, infra-estrutura, qualidade de vida, meio-ambiente, etc., tudo o que não terá lugar durante essa crise.

Resumindo: a crise põe em risco a democracia dos países que viviam às custas da pobreza, e liquida de vez a farsa democracia de países subdesenvolvidos como o Brasil.

Aí, vem a inevitável pergunta, para a qual a maioria de nós já tem a resposta: Será que essa crise foi planejada?

Lista de Profissões com menor empregabilidade em Portugal,

O1) Filosofia - 16%

02) Radiologia - 30%

03) Relações Internacionais - 50%

04) Ciências da Comunicação - 52%

05) História - 55%

06) Psicologia - 31%

07) Bioquímica - 15,3%

08) Línguas e Literaturas - 25%

09) Estudos Europeus - 18%

10) Ciências Bioanalíticas - 15%

Fonte: Forum Estudante

Profissões em alta em Portugal

Profissões com falta de profissionais

Profissões do futuro

Profissões mais confiáveis do mundo

Postar um comentário