sexta-feira, 13 de maio de 2016

Reformas constitucionais urgentes



Eu cheguei a pensar que Michel Temer pudesse acabar com a operação lava-a-jato e fazer o mesmo que Sérgio Moro fez durante o escândalo do Banestado, Banco do Estado do Paraná, onde todos os documentos foram queimados e os 600 bilhões que saíram do país nunca foram esclarecidos, incluindo os processos contra a Rede Globo. Entretanto, parece que eles tem outras ideias também, reformas constitucionais.

A máfia política brasileira - mais de trezentos deputados estão envolvidos em investigações, assim como os senadores e presidentes da câmara e senado - é comparada com a máfia italiana, se bem que a máfia da assembleia do Paraná é, em minha modesta opinião, a maior máfia do mundo, noventa e cinco por cento dos deputados estão envolvidos com crimes, incluindo os escândalos de Beto Richa. 

O que aconteceria se entregássemos a constituição da Itália para a máfia italiana reformar? Então, é isso o que poderá acontecer se entregarmos as reformas constitucionais nas mãos dessa máfia, a reforma vai ficar pior que o r*** deles, ou seja, só vão fazer m****.

Eu me lembro de um personagem de "Era Uma Vez no Oeste" que disse "só existe uma arma mais poderosa que o revólver, o dinheiro". Bons tempos aqueles, eu diria.

Os tempos mudaram e, hoje, se pegarmos uma lista dos homens mais ricos do país, vamos encontrar pessoas como ministro do Brasil, brasileiro na lista de procurados do FBI e Interpol, Maluf, empresários da comunicação, só a família Marinho está com três, fora os investimentos externos e nos paraísos fiscais, e Sílvio Santos, Aquele do Banco Panamericano. Também não podemos nos esquecer dos pastores que ameaçam dominar as maiores redes de TV, caso a crise continue, lembrando que o Governo é, foi e sempre será um dos maiores patrocinadores desse tipo de mídia que praticamente decide nosso futuro, além de nos manipular o tempo todo.

Resumindo, toda a bandidagem está trabalhando para donos de redes de televisão, banqueiros e magnatas. Prova disso é que tivemos uma eleição e a presidente foi afastada em um processo controlados por bandidos da política. 

É como eu sempre digo, uma vez Brasil, sempre Brasil. Se as pessoas soubessem o que significa a palavra Brasil, nem reclamariam muito, e olha que são mais de quinhentos anos de história. 

O período mais "estável" da história do Brasil foi o governo militar, foram vinte e cinco anos de governo em que ninguém poderia abrir a boca. A situação ficou tão complicada que nem os burgueses que forjaram essa conspiração estavam satisfeitos. Mas havia pelo menos uma família que tirava vantagens e não reclamava: justamente a família Marinho, que nunca apareciam na lista dos mais ricos do mundo, mas com a crise nos paraísos ficais, eles mostraram a cara. O problema é que essa praga já se espalhou pelo mundo todo, ou seja, não podem mais ser controlados. Já são a segunda maior rede de televisão do mundo, isso porque esse não é exatamente o objetivo deles, eles querem é controlar estados.

A queda de audiência da Rede Globo no Brasil foi impressionante, mas isso não impediu que eles conseguissem promover mais um golpe, isso porque, naturalmente, eles são especialistas nisso. 

Os empresários brasileiros são do tipo que apertam as mãos e fazem promoção pessoal através de suas fundações, as mesmas que tem o objetivo de lavar o máximo de dinheiro possível, enquanto aviões com candidatos a presidente estão caindo, presidentes depostos são assassinados e nomes importantes da máfia simplesmente são mortos para queimar  arquivos. Um presidente eleito indiretamente também pode morrer, mesmo assim, tudo isso será considerado normal pela população que não tem opção de informação. A audiência da Globo caiu, é verdade, mas as outras redes não tem recursos para investigar e acabam repetindo as mesmas ideias forjadas por ela. Até a internet que é considerada a ferramenta de comunicação mais importante do planeta, justamente pelo caráter pessoal - Mas o que estamos vendo? - uma verdadeiro exército de pessoas fazendo campanhas para viabilizar um golpe contra a democracia e, ainda por cima, dizendo que o golpe foi em nome da democracia, estão fazendo isso desde as eleições. 

As pessoas são hipócritas e não tem coragem de confessar que dependem dos cabides de emprego e que só com um golpe podem conseguir seus empregos de volta, isso sem  falar que os políticos precisam do golpe para parar o STF e as operações da polícia federal que colocou toda a máfia na lista de fichas sujas, sem direito a prosseguir com suas carreiras políticas intocadas.

E quando você pensa que já viu de tudo,  eles decidem reformar a constituição, como se eles tivessem moral para fazer isso.

Bando de FDP.

By Jânio 

Políticos mais ricos do Brasil

Globo e PMDB - Tudo a ver

Passo-a-passo do golpe 

Consequências do golpe



Postar um comentário