domingo, 29 de dezembro de 2013

Informações proibidas em 2.013



A tragédia de Maalula e a fuga dos cristãos da Síria, o colapso da Líbia,  o suicídio de Aaron Swartz, a carnificina no Iraque, o triunfo do Wikileaks sobre a VISA: estas e outras histórias foram ignoradas pelas mídias de massa este ano.

01 - Tragédia de Maalula - Maalula foi considerada o símbolo da presença cristã na Síria. Em setembro passado, militantes da Frente Al Nusra, vinculada a Al Qaeda, invadiram o local, um dos centros cristãos mais antigos, onde ainda se fala o aramaico, a língua de Jesus Cristo. Muitas pessoas morreram, muitos tiveram que deixar o local e freiras católicas foram sequestradas. Especialistas qualificam o fato como parte do mosaico global: dois milhões de cristãos que viviam na Síria antes da guerra, fugiu, pelo menos a metade dos cristãos, disse o ministro russo, Serguei Lavrov, à RT.

02 - Colapso na Líbia - Na realidade, o país não tem serviço publico, o Exército, polícia e os órgãos de segurança, o governo não consegue resolver os problemas sociais e econômicos, disse o vice-chanceler russo, Mikhail Bogdanov, para a agência Interfax. A impotência das autoridades tem provocado a evacuação da embaixada russa e a invasão do Ministério das Relações Exteriores do país por militantes armados com AK-47. Na realidade, trata-se do colapso do Estado líbio na Tripolitania, Cirenaica e Fezzan, segundo Bogdanov.

03 - Carnificina no Iraque - O Iraque se envolve em um banho de sangue, com mais de 9.000 mortos no total, o que é considerado o maior massacre desde 2.008.

04 - A greve de fome em massa começou em Guantánamo, em fevereiro deste ano. Em julho atingiu seu ponto máximo, quando 106 dos 166 presos se recusaram a comer. Naquele mês, 46 dos participantes do protesto estavam sob a polêmica prática de alimentação forçada através de uma sonda/tubo.

05 - O triunfo do Wikileaks sobre a VISA

Em abril, o Wikileaks ganhou o processo judicial contra a Visa. A empresa deve pagar multas milionárias por seu bloqueio financeiro do site. Seu fundador, Julian Assange, que continua preso na embaixada do Equador em Londres, disse que a decisão judicial era uma vitória sobre a tentativa de Washington de silenciar o portal líder em filtrações de informações relacionadas à crimes sigilosos.

06 - Acidente no gasoduto Pegasus ExxonMobil

Em 20 de março, o gasoduto Pegasus ExxonMobil explodiu perto da cidade de Mayflower, Arkansas, EUA, inundando a cidade com o equivalente a mais de 10.000 barris de petróleo bruto. Quase duas dezenas de casas foram evacuadas depois do acidente.

07 - Protesto dos Anônimos

Milhares de manifestantes com máscaras de Guy Fawkes se reuniram, em novembro passado, em 450 locais diferentes em todo o mundo para protestar contra a ganância corporativa, governos corruptos e espionagem.

08 - Protesto mundial contra exploração de petróleo

Em 19 de outubro, os ativistas de mais de 26 países organizaram um protesto mundial para exigir o fim da "perigosa" perfuração de gás e petróleo  de xisto através de "fracking".

09 - Assassinato de Checheno desarmado em Boston

Em 22 de maio, agentes do FBI atiraram  no checheno Ibragim Todashev, que estava desarmado, durante um interrogatório. Todashev seria supostamente amigo dos supostos autores do atentado de Boston, os irmãos Tsarnayev. Junto com seu irmão mais velho, Tamerlane, ele praticava artes marciais e boxe em Massachusetts. O FBI continua tentando esconder a morte sob o tapete, impedir a autópsia e intimidar quem se relacionava com ele.

10 - Protestos contra a Monsanto

A indignação pública contra os produtos alimentícios geneticamente modificados e a Monsanto resultaram em protestos em massa no mundo inteiro, em maio e outubro. Milhões de ativistas sairam às ruas em 50 países.

11 - O suicído de Aaron Swartz

Aaron Swartz tornou-se famoso por ajudar a criar  Reddit, Creative Commons e fundou o grupo ativista "Demand Progress". Depois de "hackear" a base de dados JSTOR das revistas acadêmicas para "vazar informação", Swartz foi condenado a 35 anos de prisão e se enforcou em seu apartamento no Brooklyn.

12 - O escândalo Bradley Manning

As mídias de massa ignoraram o procedimento judicial sobre Bradley Manning, o militar americano que vazou documentos confidenciais do governo para a Wikileaks, site que supostamente só publica documentos relacionados a jornalismo investigativo de interesse público.

Fonte: RT

Monteiro Lobato nazista?

Pontos chavez do nazismo

Conspirações que foram comprovadas

Top 10 vazamentos de informações secretas

Mensagens subliminares

Top 10 organizações secretas

Verdades proibidas

Informações censuradas


Postar um comentário