terça-feira, 18 de agosto de 2015

Globo perde a audiência e a majestade


Apesar de ser atacado por todos os lados, a ditadura da globo continua de pé e, pior, não sabemos o que virá depois. Por mais que a concorrência aumente, fica claro que as maiores concorrentes tiram audiência uma das outras, mas nunca da Rede Globo. Não dá para negar que as estratégias das duas maiores concorrentes foram muito bem pensadas: quando a Globo desceu no seu nível mais baixo, a concorrência seguiu o cominho inverso e acertou em cheio.

O horário das nove era o horário escolhido para os temas polêmicos, demonstrando uma suposta educação e liberdade de expressão. Já a concorrência se dividiu entre o fundamentalismo judaico do antigo testamento e a programação infantil made in México. O resultado disso foi que a novela das oito correu o risco de perder até para a novela das sete, enquanto o jornal nacional também  passou a perder para o noticiário regional, algo inédito na TV, ou seja, apesar de a Globo ainda estar na frente, perdeu o controle do horário nobre.

De um modo geral, as mídias de massa se dividiram a audiência em três grupos: TV aberta (Globo), TV aberta (concorrentes da Globo), TV paga (já chega a ultrapassar a Globo).

Como chegamos a isso:

A China era considerada a nação que mais pirateava produtos originais de fábrica, até que essas empresas decidiram usar as mesmas armas da concorrência, ou seja, vender produtos com o mesmo preços dos piratas. No Brasil ocorreu algo semelhante com a Videolar que vendia filmes em massa, buscando parceiros em áreas estratégicas. A Videolar vendia filmes a 10,00 reais, enquanto o mercado oferecia por 30,00 ou 50,00.

A TV por assinatura sempre teve como concorrente a TV Gato, SKY Gato, ou sabe se lá como se chama isso. Além de roubarem sinais de TV, também roubam internet.

Quando as TVs por assinaturas decidiram baixar o preços para concorrer com as TVs Gatos, houve um aumento considerável nesse mercado, ou seja, chegaram a ultrapassar a Globo no total. Apesar disso, por não haver grande concentração de audiência nas TVs pagas, a Globo ainda impõe sua ditadura. Foi por isso que a Globo sempre manteve sua marca concentrada numa única emissora.

A internet não entra na contagem do IBOPE, mas é na internet que notamos os dois casos mais interessantes, a concorrência entre a Google e a Netflix. A Google sempre foi adepta do conteúdo gratuito, enquanto a Netflix tem conteúdo pago. Para concorrer com a Google, a Netflix teve de baixar o preço até não compensar perder o tempo procurando um filme na Google, com uma mensalidade que compensasse na administração de tempo, foi isso o que aconteceu.

Atualmente a Videolar está atuando em outros mercados, enquanto o Brasil torna-se um dos maiores clientes da Netflix no mundo.

Na área de música não foi diferente: a Globo sempre promoveu o roubo de músicas no país, era uma forma de roubar de roubar sem sujar as mãos. Um real ficava com o cantor de músicas roubadas, um real ficava com o compositor que assinava as músicas roubadas, cinco reais ficava com as gravadores de músicas roubadas, e a Globo ficava com 50,00 só para divulgar, sem fazer  ou investir nada, por isso o monopólio das comunicações era tão importante.

A Globo começa a cair entre as TVs abertas:

Pedir para os funcionários não falarem da Xuxa, pegou muito mal, ninguém esquece isso. O maior vexame do dia, ontem, foram funcionários com saco de papel na cabeça, o que demonstrou a força da Xuxa. 

Na audiência, a novela da Record "Os Dez mandamentos" chega a 17º posição entre as maiores audiências do país, em pleno horário nobre. Junto com as novelas mexicanas, a novela ajudou a derrubar o jornal nacional e a novela das nove, que já foi novela das oito e, por pouco, não se tornou novela das dez.

As novelas mexicanas, remake brasileiro, ficaram em 19º e 22º.  Domingo espetacular ficou com a 21º posição.

Sílvio santos fecha a lista dos dez programas mais assistidos na TV aberta e, apesar de não aceitar participar da estreia do programa da rainha dos baixinhos, corre sério risco de perder a posição justamente para ela. Sem a rainha do axé, Xuxa chegou a 10,4, dois décimos atras do program Sílvio Santos, 10,6 pontos.

A novela Babilônia da Globo em primeiro, Jornal Nacional em quarto, ainda demonstram uma certa força da globo que já está sem fôlego.

Lembrando que essas mudanças começaram quando a concorrente do IBOPE chegou ao Brasil e, apesar de não divulgar nada, a GFK já tem clientes e, portanto, deveria passar dados de suas pesquisas sob contrato de confidencialidade.

Por outro lado, o IBOPE ganhava tanto dinheiro com o controle de resultados que a chegada da concorrente fez com que a entidade fosse vendida, além da possibilidade de abandonar o país.

By Jânio

Xuxo na TV

A TV está podre

Rede Globo - 50 anos
Postar um comentário