quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Consequência da ambição capitalista


Olá pessoal, o texto de hoje será totalmente voltado a comentar o último post do Made In Blog, sobre o ranking de países mais pacíficos do mundo. Uma grande e desagradável surpresa nesse ranking, como não poderia deixar de ser, é a posição dos EUA em 101. Essa posição dos americanos demonstra a natureza violenta de um povo que gosta muito de guerra e alimenta o mercado bilionário de armas. É bom lembrar  que os Estados Unidos tem uma das polícias mais rígidas do mundo e a maior comunidade carcerária também. Todo mundo pode ser preso nos Estados Unidos: cantores famosos, atrizes famosas, jogadores milionários, etc., só não prendem banqueiros magnatas, mas, aí, já seria pedir demais, não é mesmo?

Para piorar a situação, a China, segunda maior potência econômica do mundo atualmente, está ainda pior que os americanos, na posição de 108. Se você acha que isso não é ruim o suficiente, o país com a maior previsão de crescimento do PIB no mundo, a Índia, está numa assustadora posição de número 145. Quase no final da lista, encontramos a Rússia e a Coréia do Norte, 153 e 154, respectivamente. Isso, sim, assusta, afinal eles estão próximos aos países envolvidos em guerra, como Síria, Iraque, Afeganistão, etc.

Ainda analisando a lista, eu imagino que os americanos não gostam muito da Tchecoslováquia, pelo menos é isso o que a gente nota em grandes produções do cinema como "Hostel - O Albergue" ou "Eurotrip", onde o país é visto como país decadente. Acontece que a República Checa está muito próxima do top 10 países mais pacíficos do mundo, posição de número 11. A Eslovênia aparece na posição 14.

Essa lista é bem distinta de outras listas que mostram o ranking de países quanto ao IDH ou PIB, entretanto, há presenças ilustres no topo como: Dinamarca em segundo, a Dinamarca é uma das maiores líderes em todos os tipos de ranking; Suíça 05; Canadá 07; Japão 08; Bélgica 09, Noruega 10, Suécia 12 e Austrália 15, só para dar uma amostra da semelhança dessa lista com o ranking do IDH. A surpresa, naturalmente, fica com os EUA, uma país destacado em todos os quesitos de desenvolvimento, mas extremamente violento.
A questão dos BRICS no fim da lista é muito triste, porque demonstra que os países estão pensando em ficar rico, abandonando as áreas mais pobres, áreas com pouco investimento em industrialização, lembrando que os investimentos em industrialização quase sempre envolvem corrupção política nesses países. Uma das causas da guerra civil americana foi a industrialização do norte e abandono dos agricultores no Sul que, somado com outros fatores, como a abolição dos escravos, levou ao assassinato de Abraham Lincoln.

O caso mais grave atualmente ocorre na Índia, país que mais cresce, mas que mais passa fome. Uma combinação muito perigosa para o futuro. 

Com exceção dos EUA, quanto maior a discrepância entre o PIB e o IDH, maior o risco de crise econômica ou envolvimento em guerra.

No caso de crise econômica, até os EUA foram incompetentes para administrar essa situação, a consequência foi que os magnatas enviaram todo o dinheiro para os paraísos fiscais e ainda controlam os políticos para evitar que sejam rastreados pela justiça.

By Jânio

Mulheres viram moeda de troca na  Índia

Agricultores querem o direito de morrer na Índia

Prostituição e drogas entra no PIB europeu

Cidades mais violentas do mundo


Postar um comentário