terça-feira, 30 de junho de 2015

Máfia da mídia



É fato que a internet não pode ser parada, senão por um apocalipse econômico muito forte.  Entretanto, a rede mundial ganhou alguns concorrentes inesperados além da TV;

Nos últimos anos eu acompanhei de perto o crescimento da importância da internet, especialmente dos blogs, durante esse tempo, a internet ameaçava a ditadura da TV, principalmente em países subdesenvolvidos como o Brasil. Ficava claro que a internet não poderia ser parada, apesar de algumas teorias de conspirações. O problema é que eles sempre encontram uma maneira para diminuir a importância de quemos incomoda.

Nos últimos meses, a blogosfera perdeu um de seus maiores aliados, os buscadores, se bem que a Google era a única que de fato apoiava os blogueiros. A maioria dos blogs simplesmente desapareceu do mapa em algumas ondas de mudanças. Os blogueiros naturalmente se vingaram e mudaram o fogo de suas atenções para a Facebook, deixando o Google + de lado, o que foi de fato uma pena,

Isso resolveu o problema da Google que passa ser um buscador mais elitizado, assim como o Yahoo era, também foi um alívio para a TV que tentou de todas as maneiras levar os blogs mais populares para os seus portais mas não conseguiu.

Se a internet já não era uma ameaça, então porque a televisão fala tanto em crise? Eu nunca vi a TV numa situação tão desesperadora, não que eu não goste disso.

A explicação talvez possa estar  no comportamento imparcial da televisão diante da última disputa eleitoral, onde apoiaram claramente a oposição. Essa insistência da mídia em mostrar escândalos do governo e esconder escândalos da oposição em seus redutos, como o escândalo de Beto Richa no Paraná, além de sua briga contra os professores, o aeroporto de Aécio e o descaso com a educação em Minas Gerais e a falta de água em São Paulo, que algumas pessoas pensam ser culpa do governo federal, graças a falta de informação.

Diante disso, parece que o governo não viu mais motivo para investir fortunas em publicidade, isso levou as grandes redes de tv a essa crise que estamos vendo.

Eu sinceramente nunca vi a poderosa Globo liberando atores e atrizes famosas de seus contratos de exclusividade. Aliás, contratos assim exigem uma fortuna e isso só se justifica pelo monopólio da informação que, por sua vez, teria de ter um patrocinador de peso, ou seja, o governo federal.

Coincidência ou não, a Rede Globo passou a exibir uma novela polêmica em horário nobre. Apesar de o tema ser necessário, trata-se de um risco desnecessário para o horário nobre de uma das maiores redes do mundo.

Atualmente a Rede Globo anda com a reputação em baixa, como pudemos comprovar durante os últimos manifestos. Apesar disso, a Rede Globo possui muito dinheiro em paraísos fiscais, fruto de um monopólio da informação e  de corrupção políticas e de outras áreas, como os esportes, por exemplo. Aliás, as investigações dos americanos contra a FIFA, deixa a globo de mãos atadas nessa área, desde que as investigações de fato sejam sérias, o que eu tenho as minhas dúvidas - eu nem descobri o motivo de os americanos decidirem investigar falcatruas depois de tantos anos, já que eles sempre souberam como isso funcionava.

Eu arriscaria um palpite:  a tendência de governos cada vez mais socialistas, desde o PSDB, que tinha simpatia por CUBA, passando por Lula, antigo radical político e, finalmente chegando a Dilma, ex-comunistas, além de ser um presidente com simpatia não só por Cuba, mas pela Rússia e China.

Apesar de todos dizerem que o capitalismo está por um fio, a realidade é que o dólar é que está por um fio. Durante séculos, o dólar foi emitido sem nenhuma base de sustentação, ou seja sem nenhuma garantia, quem garantia o dólar eram países falidos como o Brasil, que sem fêz negócios e empréstimos públicos tendo como referência o dólar. Negócios feitos em paraísos fiscais não precisam ser feitos em dólar, de fato nem precisam de dinheiro.

Mesmo com a queda da Rede Globo, as outras redes não se aproximam tanto, como seria de se esperar.

Acontece que além do fim da publicidade do governo federal, as redes de tv e a internet tem de enfrentar agora as TVs por assinatura. As TVs por assinatura possuem nichos parecidos com os grandes portais da internet, já que são muitos canais e cada canal tem um público específico. Fora isso, ainda tem os pacotes que oferecem tanto as tvs quanto internet, tudo por um preço que antes ninguém sequer imaginava que pudesse acontecer. Como isso é possível? propaganda. Agora você paga para ter uma tv, mas tem de assistir propaganda também.

A maior perda ainda ficou com a blogosfera, mas quem pode dizer que  as mudanças não foram provocadas pela própria blogosfera, principalmente os ataques contra a Rede Globo. Talvez o fato de a Rede Globo arriscar tanto com temas polêmicos  seja porque estão mudando suas estratégias, ou seja, investir mais em canais pagos.

Os blogs terão pouca audiência porém ainda poderão fazer o que sempre fizeram, expressar suas opiniões, denúncias e insatisfação, além de apoiar causas ou apoiar projetos sociais importantes.

By Jânio

Vendedoras de sonhos e pesadelos

A TV está podre

A TV está podre

Globo - Maior escândalo

Caso raro na ditadura da globo
Postar um comentário