domingo, 28 de junho de 2015

Foto que mudou a história da guerra do Vietnã



A Guerra do Vietnã é um das piores páginas da história do país e, como uma ferida incurável, afetou a vida de toda uma nação. Esta menina da foto  de um ataque americano que, dizem, mudou a guerra, ainda  lembra os horrores do conflito, mas conseguiu encontrar o caminho para o perdão.
Kim Phuc era uma menina de nove anos, quando, em 1972, durante a Guerra do Vietnã, uma bomba americana queimou sua pele. A menina fugiu e tirou a roupa para diminuir a dor. Um jovem fotojornalista do assosiated Press, Nick Ut , imortalizou este momento horrível  ao  registrar em sua câmera.  Depois ele começou a ajudar as criança que corriam em sua direção. "Eu olhei através da fumaça escura e vi uma menina correndo nua ... eu ... eu deixei minha câmera na estrada e procurei ajudar", lembra Nick Ut.
A princípio, o fotojornalista não se atreveu a publicar a foto de uma menina nua. No entanto, mais tarde ele percebeu que esta imagem faria com que o mundo jamais sei esquecesse a dor e o horror da guerra. Muitos acreditam que esta imagem contribuiu para a decisão dos EUA interromper  sua intervenção no Vietnã: o acordo de paz de Paris foi assinado sete meses depois.
Atualmente, Kim Phuc vive perto de Toronto (Canadá) e ainda se lembra daquele dia, informa a CNN. A menina ferida teve de passar mais de um ano no hospital, ela foi submetido à várias operações dolorosas de transplante de pele. Agora, 43 anos depois, a mulher  admitiu que sofreu sequelas por anos. Ela finalmente conseguiu se recuperar dos ferimentos físicos. No entanto, ela não conseguiu encontrar paz: sofreu emocionalmente.
A mulher tentou encontrar a paz na religião. O cristianismo ajudou a seguir em frente e aprender a perdoar."Desde que me tornei uma cristã, eu tenho uma conexão maravilhosa ... meu relacionamento com Jesus e com Deus. E a partir daquele momento, eu aprendi a perdoar", diz Kim.
Kim Phuc hoje trabalha para a ONU e viaja o mundo para contar sua história. "Estou muito grata por, depois dessa foto,  poder trabalhar com ela pela paz", disse Kim. Além disso, ela abriu a Kim Foundation International, uma organização que oferece assistência às vítimas de conflitos armados. Ela também participa da construção de hospitais e escolas para crianças atingidas pela violência.
Fonte: RT-TV
Você pode gostar também de:

Postar um comentário