sábado, 2 de maio de 2015

A história de Zé Pequeno




"Dadinho é o c******. Meu nome é Zé Pequeno.

Eu estava olhando a quantidade de empresas de comunicação que publicaram a notícia bombástica de Dadinho, ou Zé Pequeno, para os mais íntimos lá do morro.  Eu pensei comigo, se ele cobrasse cachê por entrevista ou direito de imagem, ele estaria rico, não que a riqueza resolvesse o problema dele. Isso é muito irônico porque grande parte dessas empresas pertence a bilioários que não sentem essa desigualdade e a importância da educação.

Dadinho é um personagem que ficou conhecido mundialmente através do filme "Cidade de Deus", é o personagem mais dramático do filme, aquele que segue para a vida do crime, comandando os pontos de tráfico do morro, tornando-se o bandido perigoso conhecido por Zé Pequeno.

Quando Dadinho nega o nome, pretende mudar sua vida, e muda, infelizmente para pior. Na vida real não é diferente, visto que é real.

Na vida real, ele tem nome famoso, Sabino, igual ao do escritor que gostava de escrever comédias, Fernando Sabino, aquele que escreveu "O Homem Nu", um burguês que está nú, mas que tem de tudo: casa, família, etc.

Dadinho não vive nú porque a sociedade não permitiria, entretanto, não tem nada, e tentou mudar de nome na esperança de mudar seu destino, mas a expectativa de vida no morro é bem conhecida. 

Dadinho foi ajudado por Fernando, não o escritor de comédias, mas o diretor do filme "Cidade de Deus". Fernando Meireles achou que estava fazendo a coisa certa, mas não notou que Dadinho não precisava de emprego, dinheiro ou casa, Dadinho precisava aprender a viver. Sem aprender a viver, Dadinho caiu na armadilha mortal do vício e se tornou famoso "Zé pequeno".

Assim, a história que já ouvimos tantas vezes se repete, mas isso não tem importância no país do grande irmão, onde o controle da sociedade e a invasão de privacidade são mais importante que a educação social.  Assim como Pixote, Dadinho começa a ver sua vida se confundindo com a ficção, sem conseguir mudar o final que todos nós sabemos qual é.

Mas Dadinho resiste a vida de Zé Pequeno e tem esperança de ser apenas Rubens Sabino, assim como vários Fernando Ramos da Silva nunca conseguiram. Rubens Sabino tem esperança e uma passagem para Portugal, país em crise, mas não maior que a crise de sua vida. Ele espera poder viajar em junho e faltam menos de dois meses, mas dois meses são uma eternidade na cracolêndia, um pedacinho do inferno, como ele mesmo diz.

Rubens Sabino tem esperança de vida, então, a melhor oração para esses dois meses que faltam é o Salmo 23 - o Salmo da vida.

By Jânio

Salmo 23 - O salmo da vida

Pixote - Ficção, realidade e tragédia

Postar um comentário