quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Como é feito a lavagem de dinheiro




Investigações conduzidas pela Polícia Federal, como a operação Chacal e a operação Satiagraha, e pelo Banco Central brasileiro, conduzem a uma ligação do fundo Opportunity com esquemas de lavagem de dinheiro no Brasil. Dinheiro, adquirido através de atividades ilícitas, seria enviado para o exterior, a partir do Brasil, para paraísos fiscais, como as ilhas Cayman. Nestes paraísos fiscais, o dinheiro era depositado em contas de empresas estrangeiras, abertas em nomes de laranjas, que depois investiam no Opportunity Fund. O dinheiro já então legalmente registrado voltava para o Brasil, como investimento em empresas brasileiras. Um exemplo de empresa que participaria deste esquema é a Forpart S/A, da qual o Opportunity Fund detém 66% das ações. A Forpart S/A investiu fortemente na área de telefonia no período da privatização do sistema Telebrás, durante o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

Comentário: Lembrando que todas as pessoas ricas do Brasil lavavam dinheiro, evitando o pagamento de impostos. Empresas multinacionais sempre se valeram de fundações criadas por elas, além de laranjas que nem tinham conhecimento do que poderia estar acontecendo.

A mudança no sistema político Brasileiro fez com que a direita passasse a combater o mesmo sistema já utilizado por eles. Como a esquerda ficou mais tempo que o previsto no poder, os empresários, lobistas, empreiteiros, banqueiros e redes de televisão, uniram-se a eles.

Muitos humoristas que posam de politicamente incorretos, atacam o governo de esquerda. Isso seria normal se eles fossem anarquistas, o que não são, mas o pior de tudo é quando atacam os comunismo e o socialismo, indiscriminadamente, sem conhecimento de causa e passando a ideia de que estão repetindo o que a burguesia está dizendo, como piadas racistas e ideologias de direita. Isso acontece muito quando um humorista conta uma piada e não consegue explicá-la, nem mesmo quando é processado.

Durante a investigação do Banestado (Banco do Estado do Paraná), esquema corrupto que envolveu o então governador do Paraná, Jaime Lerner e o poderoso presidente da assembléia Aníbal Khury, a quantidade de milionários, artistas e jogadores de futebol lavando dinheiro foi tão grande que foi preciso interromper a investigação, sob o risco de ter de fechar o País, tamanho o escândalo.

Também vale sempre a pena repetir que se a Justiça Federal é fraca, a justiça estadual é do colarinho branco e s justiça municipal não existe. Isso faz com que mafiosos prefiram começar a "carreira" em pequenos municípios comandados por coronéis e apoiados por deputados e senadores em troca de vostos, para mais tarde se apresentarem nos grandes centros.

Comentário by Jânio

Fonte: Wikipedia

Paraísos fiscais da máfia brasileira

A máfia no Brasil

A máfia do asfalto

O paraíso no inferno

Máfia do metrô

Julgamento do mensalão

Privataria tucana

Postar um comentário