quinta-feira, 19 de junho de 2014

Escudo que protege a Terra em risco



A Agência Espacial Europeia (ESA), revelou os primeiros resultados detalhados do estudo sobre as mudanças no campo magnético da Terra que protege o nosso planeta da radiação solar, e os resultados não são animadores.

As três sondas SWARM que foram lançadas no ano passado com a missão de estudar o campo magnético, confirmaram o enfraquecimento do campo magnético, a mudança mais drástica ocorreu no Hemisfério Ocidental, informou a ESA em uma conferência em Copenhague. Em geral, o escudo magnético da Terra enfraqueceu entre 10%-15%, segundo os cientistas.

Da mesma forma, em outras áreas, como ao sul do Oceano Índico, o campo magnético aumentou desde as primeiras observações do SWARM, que também registrou uma migração do pólo norte magnético para a Sibéria.

O campo magnético protege o nosso planeta, desviando o vento solar, ou seja, as partículas carregadas que emanam do Sol.  Sem esta proteção, as partículas destruiriam a camada de ozônio que protege a Terra dos raios ultravioletas, e a Terra se tornaria um planeta sem vida como Marte.

Fonte: RT-TV

Dez formas como o mundo pode acabar

Nova era das catástrofes

Postar um comentário