sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Top centros de tecnologia da informação mundiais





Silicon Valley, EUA, ganhou fama mundial por seus projetos de sucesso. Este mapa mostra os lugares ao redor do mundo que poderiam desbancar o primeiro lugar da zona americana de tecnologia.

Austin, Texas, EUA

Quase 2.600 empresas de tecnologia da informação e comunicação (TIC) de Austin, EUA, oferecem 50 mil postos de trabalho. O setor cresceu 8,1% em 2012. Apple, Microsoft, AT & T, Flextronics e Samsung, empregam mais de 2.000 pessoas. Austin é um lugar barato para se viver e oferece cargas tributárias baixas.

Bangalore, Índia

Hoje, quase 40% das TIC da indústria tecnológica da Índia está concentrada em Bangalore. A Índia tem mão de obra barata, com nativos de inglês. Mais de 500 empresas oferecem serviços de terceirização, as TICs locais geram mais de 17 bilhões de dólares em receita anual.

Distrito Zhongguancun, Pequim, China

O investimento de capital chinês é centrada em torno de Zhongguancun, localizado perto de instituições de prestígio como a Universidade de Tsinghua. Esta área tornou-se o lar de grandes empresas de internet chinesas, como Sina e Youku Tudou e os escritórios de empresas internacionais, como Google.

Boston, EUA

Boston, EUA, atrai jovens talentosos do mundo da TIC que querem viver e trabalhar em um ambiente urbano. A cidade já tem uma alta concentração de novas empresas provedoras de capital de risco.

Brno, República Checa

Graças à sua localização no coração da Europa, na fronteira com a Eslováquia e a Áustria, mas principalmente graças à energia de graduados universitários, Brno, República Checa, tem o potencial para se tornar um centro de inovação na Europa Central e Oriental.

Cairo, Egito

Desde a revolução de 2011, a empresa Sawari Ventures e Flat6Labs financiaram 46 empresas no Cairo, Egito. A área de capital dedicado as TICs fazia parte do campus da Universidade Americana no Cairo. Agora é composta por cinco edifícios e tem 250 mil metros quadrados de espaço.

Chicago, EUA

Chicago, EUA, já conseguiu convidar estrelas como Groupon, Orbitz, The Onion, GrubHub e 37signals que, juntos, estão ajudando a transformar a cidade em um novo terreno fértil para o empreendedorismo.

Colorado, EUA

Em 2012, Colorado, EUA, principalmente Denver e Boulder, tornou-se a sede de 122 empresas start-up e arrecadou mais de 502 milhões de dólares americanos das TICs.

Indonésia

Empresas da Indonésia poderiam se beneficiar do aumento da demanda global por design digital, causada pela disseminação de tablets e smartphones. O design digital produzido na Indonésia é muito mais barato do que no Vale do Silício e cada vez mais acessíveis que a China e a Índia.

Konza, Quênia

As autoridades quenianas com a colaboração empresarial, investiu com 14.5 bilhões para transformar a cidade no grande centro Konza TIC da África. O Governo espera que em 20 anos Konza possa criar mais de 200.000 postos de trabalho no setor. Em 2010, o país exportou diferentes produtos de alta tecnologia no valor de $360 milhões de dólares.

Phoenix, Arizona, EUA

Os organizadores do núcleo regional das TICs da cidade americana de Phoenix, Arizona, EUA, conseguiram atrair grandes empresas como Yelp, eBay e PayPal da região de San Francisco. As empresas estão descobrindo que é mais barato viver e fazer negócios na região de Phoenix, no oeste dos EUA.

Santiago, Chile

Muitos países latino-americanos têm tentado criar suas próprias versões do Vale do Silício, mas a maioria fracassou. No entanto, a tentativa do Chile é interessante porque explora uma das principais fraquezas dos EUA: o seu sistema de imigração. O Chile recebe empresários rejeitados por autoridades norte-americanas. Até o final deste ano, a região da capital reuniu cerca de 1.000 empresas start-ups, investindo US $ 40 milhões em sua acomodação. Vários projetos já alcançaram sucesso, como CruiseWise, um serviço de reserva de cruzeiros online.

Skolkovo, região de Moscou, Rússia

O Governo russo investiu 6 bilhões de dólares no projeto Skolkovo, com foco nas TICs, biomedicina, espaço e energia. Autoridades prometem reduções de impostos, apoio aos procedimentos burocráticos e a proteção da propriedade intelectual.

A Cisco já planeja investir 1 bilhão de dólares no país, na próxima década. "A Rússia é uma das nossas principais apostas", disse Marthin De Beer, vice-presidente da Cisco.

Region of Waterloo, Canadá

Ontário, no Canadá, é a segunda maior concentração de empresas TICs da América do Norte. 44 universidades da região licenciam cerca de 30.000 graduados em ciência da computação e engenharia a cada ano, em comparação com os 21 mil graduados de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, na Califórnia.

Fonte: RT-TV

Cinco idiomas que mais crescem

Países que mais crescem

Empresas mais valiosas do mundo


Postar um comentário