terça-feira, 19 de novembro de 2013

Cinco idiomas que mais crescem



O mundo está mudando e os tempos em que as pessoas falavam uma única língua chegou ao fim. O mundo inteiro terá de assimilar uma segunda língua, além de sua língua nativa. Como decidir qual estudar?

Em uma época de globalização e independência econômica, além do inglês,  que já é ensinado em muitos países, ganham relevância os países do BRICS, regiões economicamente promissoras como America Latina e Oriente Médio, assim como seus respectivos idiomas.

01 - Português

Embora não pareça muito difundida, só no Brasil são cerca de 196 milhões de pessoas que lalam a língua. O país tem aumentado a sua importância e, como sexta economia do mundo, passa a ser vista com respeito.

O Brasil é uma grande esperança tanto para o capitalismo, quanto para o socialismo. Os escândalos e prisões podem ser um termômetro bom, para um país que sempre teve fama de marginal.

02 - Russo

Durante muito tempo a Rússia foi a segunda maior potência econômica do mundo, quando ainda fazia parte do bloco das URSS. Depois veio a crise mas, mesmo assim, a Rússia ainda é a maior economia da Europa e a quinta do mundo em PIB.

A Rússia ainda é a segunda maior potência política, e foi por isso que Edward Snowden se refugiou por lá, depois de denunciar a CIA.

03 - Chinês

Liderada politicamente pela Rússia durante muito tempo, finalmente a China apareceu para o mundo.

A China é uma cultura introspectiva, entretanto, já aprendeu que vai precisar se abrir para o mundo se quiser assumir o posto de maior economia do mundo. Não há mais nada que impeça a China de se tornar a nação que mais cresceu na história, nos últimos tempos, desde a revolução industrial, podendo superar até os EUA.

A influência chinesa se espalhou por uma região abandonada, África, prova disso é que esses países optaram pelo chinês, como sua segunda língua.

04 - Espanhol

Os países da América Latina são o motivo do espanhol se tornar um sério candidato, quando o assunto é idioma. Além de ser uma região promissora, economicamente falando, a região poderá se tornar a locomotiva do setor de energia global. A região possui todos os pré-requisitos para isso: matérias-primas, mão-de-obra barata e potencial industrial.

Alguns países da América latina tem se destacado pela sua resistência às crises, demonstrando sua independência econômica. Já sua fama de revolucionários políticos, isso é história.

O espanhol é a segunda língua mais falada no Twitter.

05 - Árabe

Algumas nações emergentes falam árabe e concentram centros de riqueza, além de fazerem fronteiras com grandes mercados. Quem fala árabe tem vantagem nesses países.

O fim das ditaduras, além do apoio crescente dos países ocidentais e orientais, transformam o Oriente Médio numa região que deverá crescer, portanto, receber investimentos e abrir muitas oportunidades para quem falar essa língua.

Comentário: Para quem já fala português, o espanhol fica muito mais fácil. A minha pergunta é se o Chinês poderá se tornar mais importante que o inglês.

Não há dúvidas que atualmente o mandarim é a língua que mais oferece oportunidades, já que este mercado era o mais fechado do mundo, entre as grandes potências.

Quando a Índia se revelou como principal concorrente da China, a China fez acordos com a Índia para representá-la, conseguindo não só seus produtos, como sua língua.

Fonte: RT-TV 

PIB dos BRICs deve ultrapassar os EUA

MIST - Países que mais crescem

Países mais resistentes a crise

Maiores reservas de ouro



Postar um comentário