quinta-feira, 31 de outubro de 2013

OGX - A vergonha do sistema financeiro brasileiro




SÃO PAULO - Em seu último dia como integrante do Ibovespa e de outros nove índices cotados na bolsa, a OGX terminou o pregão valendo R$ 0,13 - o fechamento mínimo do papel em sua história de mais de 5 anos na Bovespa. Ao longo do dia, chegou a valer ainda menos, R$ 0,11.

Rebaixamento. A agência de classificação de risco Fitch rebaixou de C para D os ratings em moeda local e estrangeira da petrolífera de Eike Batista. Por meio de nota, a agência diz que o corte reflete o pedido de recuperação judicial da empresa.

Metalúrgica Gerdau PN subiu 5,19%, e Gerdau PN 4,68%, respectivamente a segunda e terceira maiores altas do Ibovespa, atrás de MMX ON, com +41,67%. Usiminas encerrou em +1,71% na PNA e em +0,88% da ON. CSN subiu 2,01%.

Para William Eid Júnior, coordenador do Centro de Estudos em Finanças da Fundação Getúlio Vargas (FGV), não há muito o que lamentar: o mercado só tem a ganhar com a saída da OGX do principal índice da bolsa. "Esse sobe e desce da OGX só atrapalha quem investe em fundos indexados ao Ibovespa", diz.

Não houve fraude, quem achar que vale o custo, que pague bom advogado:  "A OGX prometeu, quem acreditou que arque com o prejuízo."

Depois de se tornar o sétimo homem mais rico do mundo, rapidamente saiu da lista de bilionários, quando seu patrimônio era de 30 bilhões, para se tornar apenas milionário, com 900 milhões de dólares, segundo a revista Forbes.

A OGX já tem uma dívida de mais de 11 bilhões e a encrenca ainda não acabou

Comentário: É muito comum um empresário ficar "pobre" no Brasil, depois de operações desastrosas como essas, envolvendo financiamentos com dinheiro público.

Não é a primeira vez que a OGX fica sem dinheiro em caixa para investimentos que recuperem o capital investido, isso poderá fazer com que a empresa perca direitos de exploração que já havia adquirido. Apesar de ainda não ser um escândalo, já que está tudo muito bem "organizado", chega a lembrar o escândalo do Panamericano, quando o governo perdeu 4,5 bilhões de reais e ainda teve de arcar com as dívidas da empresa, já que o diretor da caixa econômica era o responsável pelo empréstimo fraudulento para seus "compadres".

O governo do PT, naturalmente, contribuiu para essa enganação toda, já que anunciava o paraíso financeiro em meio aos mares poluídos de petróleo  do pré-sal, o que levou muita gente a investir todo seu dinheiro nessa fantasia.

Se a MMX ON do grupo EBX, comandado por Eike Batista, ainda está em alta no mercado, então fica claro que outras empresas do grupo estão blindadas contra esta queda, restando saber para quem o governo deverá entregar o abacaxi, quando a OGX acabar em pó.

Fonte: Estadão

Imagem: Vanderlei Almeida/AFP

Dívidas Bilionárias de Eike Batista

 O homem mais endividado do mundo

Postar um comentário