domingo, 1 de setembro de 2013

Chinês vive com coração no abdómen




Médicos chineses registram caso bizarro, ao realizar uma delicada operação  para corrigir o problema do coração de um jovem que havia nascido com esse órgão vital no abdómen..

Após vinte e quatro horas, sem poder caminhar com o corpo ereto, e sua pele ter adquirido uma cor azul, devido a uma doença congênita, Rongming Huang agora poderá levar uma vida normal, informa o jornal britânico "The Daily Mail".

Quando Huang nasceu, na província chinesa de Henan, os médicos lhe deram poucas esperanças de vida, já que seu coração ficava ressaltado do corpo, tornando-se vulnerável a lesões.

O deslocamento congênito do coração ocorre apenas em cinco de cada milhão de recém-nascidos. A maioria dos pacientes morrem pouco depois do nascimento, no entanto, Huang, após 24 anos, foi operado e o problema foi solucionado.

O jovem disse que viver todo esse tempo foi possível graças aos cuidados de seus pais, e lembra que, durante sua infância, ele não podia brincar com outras crianças. Foi proibido de brincar para evitar a fadiga, já que fazendo isso não poderia respirar, ou por medo que alguém pudesse acidentalmente atingir, algo que lhe custaria a vida.

Há poucos dias, o estado de Huang piorou e, atendido por um médico que lhe disse para fazer a cirurgia, sob risco de morte. No entanto, a cirurgia era muito cara e sua pobre família não poderia pagar.

Mas o caso tornou-se conhecido nas redes sociais e nos meios de comunicação e, em seis dias, recebeu ajuda suficiente para arrecadar dinheiro suficiente para a operação.

"É um sonho que se tornou realidade. Vou levar uma vida normal como todos os outros, graças as almas gentis", disse Huang ao jornal "China Daily".

Fonte: RT-TV

O homem com o braço de ouro

As chacinas dos filhos da lua

Eugenia - Da genética ao nazismo


Postar um comentário