terça-feira, 3 de setembro de 2013

Brasil cai em competitivivdade



Brasil cai de 48ª para 56ª posição entre os 148 países mais competitivos do mundo, pelo Relatório Global de Competividade do Fórum Econômico Mundial (WEF). No IMD o Brasil ficou em 51ª, entre 60.

"A Suíça liderou a lista das economias mais competitivas pelo quinto ano seguido no ranking do WEF e, em 2013, foi seguida por Cingapura e Finlândia, assim como no levantamento anterior. Alemanha e Estados Unidos completam os cinco primeiros postos.

BRICs: China 29ª, Africa do Sul 53ª, Brasil 56ª, India 60ª, Rússia 64ª.

América Latina: Chile 34ª, Panamá 40ª, Costa Rica 54ª, México 55ª, Argentina 104ª, Venezuela 134ª.

Posição do Brasil: Eficiência do Mercado de Bens 123ª

Questões regulatórias 139ª

Tarifas internacionais 126ª

Tamanho do mercado 9ª

Comentário: Como podemos notar, o Brasil adota o tradicional sistema de mercado fechado, protecionista, muito útil em tempos de crise, mas que demonstra incompetência em termos de competitividade. O mercado é gigantesco, está em 9ª, o PIB ainda é melhor, 6ª.

Tudo isso sem investir nada em infraestrutura, ouvi dizer que o governo pretende duplicar rodovias para depois privatizá-las, um negócio da China porém, aqui, será privatizado.

Não se esquecendo que o governo foi quem mais investiu em obras privadas para a realização da Copa, o que irritou muito os ativistas, já que isso não aconteceu em nenhum outro lugar do mundo. Agora, o governo pretende ajudar os especuladores do dólar, coisa que FHC fazia muito bem.

Talvez a popularidade da Presidente atá aumente, levando-se em conta que o governo está adotando estratégias de redistribuição de rendas para os ricos.

Eu só quero saber quanto tempo vai durar essa farra, já que as novas gerações não tem a mínima intenção de serem escravos.

O Paraná já é o 3ª estado com mais caixas eletrônicos explodidos e isso demonstra que muita gente sabe onde está o dinheiro, deixando de assaltar velhinhas nas ruas, ou tirar doce de criança.

comentários By Jânio

Fonte dos dados: Estadão

Top países em ambiente de negócios

Melhores países em IDH


Postar um comentário