segunda-feira, 17 de junho de 2013

Top vazamentos de informações



O recente vazamento de informações secretas relacionado a vigilância total das agências de comunicação, pelo serviço secreto americano, é o mais recente em uma série de revelações que o país viu em décadas. Relembre os mais polêmicos.

01 - Guerra do Vietnam

Considerado o primeiro vazamento de dados sigilosos do governo dos EUA, foi o primeiro escândalo revelado pela  publicação de seu conteúdo. Os chamados "papéis do Pentágono" (The Pentagon Papers) em 1.971, em plena Guerra do Vietnam.  

Em 13 de junho de 1.971, a imprensa estadunidense declarou as relações Estados Unidos-Vietnam, 1.945 a 1.967: um relatório realizado pelo Departamento de Defesa informava, entre outras coisas, que o conflito havia sido planejado já há algum tempo e que o governo dos Estados Unidos, assim como os governos ( Richard Nixon e o presidente anterior, Lyndon Johnson) haviam enganado a opinião pública a respeito do que ocorria nesse conflito bélico.

O homem responsável por esses vazamentos de documentos ultrasecretos foi Daniel Ellsberg, que naquele momento era analista da inteligência do Departamento do Estado, empregado pelo Pentágono.

Ellsberg descobriu que a invasão do Vietnam ocorreu por causa de uma mentira convertida em notícia, pela propaganda de guerra: o inexistente ataque de lanchas norte-vietnamitas a navios blindados da US Navy "em patrulha de rotina" no golfo de Tonkin, em 1.964, que teve como resposta  real, os selvagens bombardeios contra os vietnamitas do norte e a invasão do sul.

Ellsberg copiou os documentos e os ofereceu a imprensa.

Aquela revelação provocou um grande escândalo e contribuiu para a posterior decisão do governo de cessar o apoio à Coréia do Sul e retirar as tropas do país.

Ellsberg foi condenado a 116 anos de prisão, por divulgar segredos do Estado, mas foi absolvido devido a pressão da opinião pública  e a ilegalidade das provas apresentadas contra ele, obtidas ilegalmente.

As autoridades publicaram "os papéis do Pentágono" completamente só 30 anos depois. Ellsberg se mantém como ativista político e declarou seu apoio ao fundador do Wikileaks, Julian Assange, e ao ultimo caso de vazamento, Edward Snowden.

02 - Republicanos contra democratas 

Em 17 de junho de 1.972 (quatro meses antes das eleições presidenciais nas quais Nixon seria reeleito), na sede do Partido Democrata, o Hotel Watergate, foram presas cinco pessoas que pertenciam ao comitê de Nixon.

Estes indivíduos recopiavam dados sobre o partido opositor e instalavam dispositivos de escuta. Depois de uma investigação pública, foram descobertos vários abusos durante a campanha presidencial, entre eles, espionagem política, dispositivos ilegais de escuta, entre outros.

O escândalo que recebeu o nome de Watergate, resultou na queda do presidente Richard Nixon e afetou durante anos a reputação do Partido Republicano, levando ao poder, em 1.977, o democrata Jimmy Carter.

03 - Vingança Cega

Em 2.003 o povo americano testemunhou um episódio único no país. Em um esforço para proteger a reputação do presidente, do Governo, os serviços secretos dedicaram-se a perseguição de um crítico, até a tal ponto de ter vários agentes da CIA expulsos.

Em Janeiro de 2.003, George W. Bush assegurou em seu discurso sobre o estado da União,  que o Iraque havia  tentado adquirir material nuclear na África, uma afirmação que a Casa Blanca utilizaria para invadir o Iraque em Março daquele ano, como prova do desenvolvimento de armas de destruição massiva. 

Já começada a guerra, o ex diplomático americano Joseph Wilson escreveu vários artigos para o "The New York  Times" onde assegurou que havia viajado ao Níger a serviço da CIA para investigar o assunto e concluiu que não haviam provas que comprovassem que o presidente Saddam Hussein pudesse ter tentado comprar urânio no país africano. Wilson criticou os EUA por manipular a informação de inteligência para justificar a invasão ao Iraque.

Em Julho de 2.003 o jornalista Roger Novak abriu a caixa de Pandora ao publicar em sua coluna do "The Washington Post" um artigo com críticas a Wilson, mensionando que sua esposa Valerie Plane era agente da CIA. 

A revelação foi um golpe para uma parte significativa da rede de agentes na África que tinham contato com Plame.

Em 2.007 Lewis Libby, o chefe de Gabinete do vice-presidente Dick Cheney, foi sentenciado a dois anos e meio de prisão por mentir e obstruir a justiça na investigação deste caso.

Bush posteriormente o liberou da prisão, mas manteve a multa de U$250.000,00 imposta pelo juiz.

Tanto a ex-espiã como seu marido, Joseph Wilson, sustentam que a divulgação de sua identidade foi produto de uma vingança da Casa Blanca, que haveria buscado, dessa forma, castigar Wilson por sua atitude crítica a guerra do Iraque. 

04 - Cientistas que "superaqueceram" a Terra

Em novembro de 2.009, um grupo de "hackers" publicou emails e arquivos interceptado da Unidade de Investigação sobre o Clima da Universidade de East Anglia. Destes materiais se pode concluir que os cientistas manipulavam os dados sobre o aquecimento global.

Em sua correspondência foram considerados truques para maquiar os gráficos  naqueles anos em que a temperatura havia subido e incluindo aqueles em que a temperatura havia baixado.

Também criticaram falhas na teoria do aquecimento global e criaram obstáculos ao acesso dos dados originais.

O escândalo denominado "Climagate" gerou uma polêmcica sobre a credibilidade da teoria do aquecimento global.

05 - Wikileaks

O vazamento mais destacado dos últimos anos foi a publicação, por parte do portal Wikileaks, dos arquivos secretos dos Estados Unidos sobre a Guerra do Afeganistão e Iraque, telegramas e vídeo "Collateral Murder" de um ataque lançado de um helicóptero americano que matou mais de 10 civis em Bagdá.

O soldado Bradley Manning que vazou as informações, está sendo julgado e acuzado por 22 crimes e enfrenta prisão perpétua e pena capital.

O fundador do Wikileaks, Julian Assange, encontra-se refugiado na Embaixada do Equador em Londres, depois de ser detido e liberado com o compromisso de não sair da capital britânica, em resposta ao pedido da Justiça sueca  que o acusa de crimes seuxuais.

Assange nega as acusações, qualificando-as como um pretexto para sua extradição a Suécia e depois para os EUA, onde poderia ser julgado pelo seus vazamentos de informações.

06 - Obamagate?

O vazamento de Edward Snowden sobre a existência de programas secretos americanos para espiar  comunicação telefônica e internet não só dentro do país, mas também a nível internacional, já está sendo chamado de "Obamagate".

O presidente Barack Obama e vários congressistas declararam seu apoio aos tais programas, colocando a luta contra o terrorismo acima da privacidade.

Snowden, cujo paradeiro continua desconhecido, disse que a sua divulgação não se limita ao que foi publicado e está preparando novos materiais, a não ser que os serviços secretos e a justiça dos EUA possam silenciá-lo.

Fonte: RT-TV



 

Postar um comentário