sábado, 6 de abril de 2013

Dois assassinos de seringueiros são condenados



Dois réus acusados de matar os seringueiros José Cláudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva foram condenados a mais de 40 anos de prisão. O réus foram julgados em Marabá, sendo que Lindonjonson Silva Rocha recebeu a pena de 42 anos e Alberto Lopes do Nascimento foi condenado a 45 anos.

O fazendeiro acusado de ser o mandante do crime, José Rodrigues Moreira, foi absolvido por falta de provas.

A justiça brasileira é de dar vergonha e o pior é que o crime está se tornando cada vez mais qualificado. Se não há provas, o réu é liberado e fica por isso mesmo, a não ser que haja interesse dos donos do poder.

Essa gangue de elite está demonstrando um caminho perigoso pela qual o Brasil sempre caminhou mas que poderá sair do controle a qualquer momento. A PPP estabeleceu a sua filosofia baseada no poder do dinheiro e com o apoio dos políticos que por sua vez são promovidos principalmente pela televisão. Não se trata de um caso isolado, pelo contrário, basta fazer uma busca pela internet para saber como esse e outros tipos de crimes são comuns no Brasil.

Enquanto essas tristes histórias se repetem, notamos a incompetência das autoridades que já não podem mais prender ninguém, pois não tem mais cadeia e nem penitenciárias. O dinheiro que deveria ser investido em segurança, saúde, transporte, etc., é todo desviado, sem que a justiça possa fazer nada. 

Acompanhei de perto o pastelão das prisões de Jáder Barbalho, Pará, e Antônio Belinati, Londrina, e notei como a lei funciona rápido para tirar político da cadeia. Cada vez que eles eram presos, havia uma ordem de soltura já pronta.

Paulo Maluf ficou quarenta dias preso, alegou problemas de saúde e foi solto para passar férias nos infernos fiscais, sendo reeleito pelo "povo", quase um mártir. A família Sarney sequer teve pedido de CPI aceito e só não receberam idenização por investigação ilícita porque acharam que não compensaria.

Crimes premeditados estão se tornando comuns: Chico mendes foi assassinado, José Cláudio também, deixando até um vídeo, em vida, como testamento de morte.

A freira americana também sabia que iria morrer, mas os mandantes foram absolvidos pelo próprio STF, uma vergonha.

Como podem prender os assassinos e não acharem os mandantes? Fica claro que os mandantes mobilizarão o mundo inteiro para tirar os assassinos da cadeia, ou eliminá-los, já que são arquivos vivos.

Caso parecido aconteceu com os seguranças de PC Farias, que nunca revelaram os verdadeiros interessados na morte por encomenda. Cai a república! Diria o político e corrupto confesso, Roberto Jefferson.

Qualquer pessoa que tenha dinheiro, pode planejar um crime perfeito, ou quase. Em primeiro lugar terá de considerar toda a tecnologia eletrônica que poderá incriminá-lo, sem provas, será sempre inocente.

Um rico poderá contratar um pistoleiro profissional para matar, roubar ou cometer qualquer outro tipo de crime, mas ele nunca será culpado.

A justiça dos homens já não funciona mais, não no Brasil. 

Vale lembrar uma frase memorável da teoria do inferno: "Haverá uma noite gelada no inferno, antes que você me pegue." 

By Jânio




Postar um comentário