sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Informações censuradas



As instituições internacionais sabem que as revoluções do pensamento são perigosas para o controle do mundo, muita gente tem medo disso, principalmente aqueles que tem uma vida estável, confortável.

Alguns pensadores e intelectuais foram inteligentes o suficiente para salvar suas próprias vidas, como foi o caso de Nicolau Copérnico, que descobriu que a Terra não era o centro do Universo.

Apesar de sua descoberta revolucionária, Copérnico nunca  a revelou para o mundo, Galileu fez isso e pagou caro, mesmo reconhecendo que era o padre o autor dessa descoberta.

Copérnico foi médico e padre, a astronomia era apenas um passatempo para ele, alguns astrônomos afirmam que sua descoberta não fora tão revolucionária assim, já que era baseada em teorias obscuras antigas, entretanto, Copérnico foi fundamental para o nosso desenvolvimento.

Gregor Johann Mendel foi outro padre revolucionário que mostrou que os padres naturalmente revolucionavam com o seu conhecimento. O monge Mendel descobriu a genética, deixou bem claro que as experiências realizadas com as plantas, não deveriam ser aplicadas ao ser humano, Charles Darwin desafiou-o e inspirou seu primo Francis Galton a idealizar a eugenia, que mais tarde seria um dos elementos básicos para o nazismo.

Albert Einstein não foi considerado maldito, antes que a primeira bomba atômica fosse detonada. A bomba atômica manteve a tradição de cientistas malucos, egocêntricos e cegos que desejavam estar a frente de sua época, mesmo tendo de pagar caro por isso.

As bombas atômicas trouxeram à tona a questão dos verdadeiros objetivos das ciências, considerada sensata, mas cega pela falta de sentimentos. A teoria das cordas levaria a física de volta à filosofia, a física quântica também chegou à informática, assustando os mais tradicionais e até alguns revolucionários, mas agradando as pessoas que tem sede de conhecimentos e verdades.

Nostradammus impressionou os teólogos da época, com o seu poder de argumentação, mas ele não foi ousado o suficiente para revelar seus trabalhos mais polêmicos, sabia que poderia ser queimado na fogueira.

Esse seu temor levou vários autores anônimos a tentar emplacar seus trabalhos literários como se fosse de Nostradammus, entretanto, especialistas  impediram que a farsa fosse legitimada. Nostradammus de fato sabia como se comportar como um cientista politicamente correto, só revelava o que podia provar, o que não podia provar, só seria revelado depois de sua morte.

Como podemos notar nos exemplos acima, muitos conhecimentos estavam perdidos, justamente porque não havia demanda por eles, ou porque eram proibidos. Caso parecido tem sido verificado atualmente, devido a falta de demanda por áreas fundamentais para o desenvolvimento da civilização, bem como pela censura ao principal meio de comunicação atual, a internet.

A questão principal para tudo isso, sempre será a educação. É a educação que nos leva a discutir nossos objetivos, ajuda-nos a interpretar e redirecionar nossa filosofia, religião e o conhecimento em geral.

Os donos do mundo sabem que a população mundial não tem educação suficiente para conhecer as verdades que eles tentam nos ocultar, entretanto, ocultar essas verdades e manter nossa falta de educação, foi fundamental para que controlassem o mundo.

Mas será que precisamos mesmo de tanta educação? As pesquisas universitárias tem demonstrado que fazer faculdade pode ser um bom caminho para ficar desempregado, e que os cursos técnicos podem trazer o equilíbrio entre a educação e a necessidade de conhecimento.

Eu, pessoalmente, acho que as informações na internet, mesmo sem uma boa educação, são fundamentais para o nosso desenvolvimento. Já houve um tempo em que ninguém sabia ler ou escrever e, mesmo assim, todos tinham uma profissão e faziam valer os seus direitos e a sua vontade.

A educação é importante, sim, mas a informação é muito mais, não pode faltar. Através da informação, a verdade tem de prevalecer sobre a mentira, mesmo que a filosofia não seja mais uma profissão procurada, mesmo que a história possa ser esquecida, deveremos relembrar.

A busca por verdades proibidas tem assustado os donos do poder e as instituições internacionais, mas esse é um caminho sem volta. Se as pessoas tiverem de errar para aprender, isso irá acontecer, e não se deve negar as informações e as verdades, pois isso já se espalhou o suficiente.

Devemos valorizar, melhorar e redirecionar, sim, a educação.

By Jânio

Revoluções de pensamentos

Nicolau Copérnico - O pai da astronomia moderna

Eugenia - Da genética ao nazismo

Ciência cega

A física quântica vai revolucionar a internet

Verdades proibidas

EUA estão preparando o Armagedon

Poderia ser Nostradammus um farsante?

Maquiavel - O pai da política moderna

Profissões em alta em Portugal

Postar um comentário