sexta-feira, 19 de outubro de 2012

As ameaças de Marcos Valério



Se fosse possível levar a sério a justiça brasileira, eu ficaria preocupado com as fofocas que parecem notícias sérias e que estão circulando pela internet.

Dizem que Marcos Valério teria quatro cópias de um conteúdo  que derrubaria a república - para mim, isso parece conversa de marginais de quinta categoria, no mesmo nível do autor da frase "vai cair a república.

Primeiro é preciso saber de que tipo de república Marcos Valério está falando, depois, você pode até chorar, ao saber que a família de Marcos Valério vai ficar desamparada, caso ele seja assassinado - lembrar do assassinato de Celso Daniel, aqui, é apenas para demonstrar a parcialidade da direita raivosa.

Toda vez que eu falo de política, eu faço questão de mostrar os dois lados, ou seja, se for para lembrar da máfia de São Paulo, supostamente atribuída ao PT, eu faço questão de lembrar de PC Farias, Chico Lopes, Daniel Dantas e Privataria Tucana. Notem que queima de arquivo não é perfil de esquerda, mas no caso de São Paulo, naturalmente que é compreensível, já que é a região onde a educação é mais evoluída, portanto, até a máfia da esquerda é organizada.

Quanto ao  maior escândalo da história política brasileira, isso é discutível. PC Farias criou uma máfia perfeita, bem diferente da farra do mensalão, onde José Genuíno alegou ter avaliado o financiamento sem ler o que estava escrito, desculpa que nem ele acreditaria.

... mas, tudo bem, vamos considerar a preocupação de Marcos Valério e deixar a sua integridade física e psicológica sob responsabilidade das forças armadas. As forças armadas já estão cuidando da segurança dos ministros do STF, então, quem sabe se eles não se interessam por mais esse serviço extra.

Se eu não conhecesse muito bem o jogo do poder, eu ficaria satisfeito com o trabalho desempenhado pelo STF. Todos os condenados afirmam que irão recorrer da sentença, seria estranho se eles não recorressem, e os políticos acham que a melhor solução seria receber o processo de volta, ou seja, começar tudo de novo.

Eu não vi nenhum condenado chorar até agora, e não acredito que isso possa ocorrer. De fato, o STF deixa de ser testa-de-ferro da política, depois de aceitar a versão de crime passional, no caso PC Farias, depois de liberar Daniel Dantas e ameaçar prender o Delegado Protógenes da PF, responsável pelas investigações dos banqueiros, finalmente o STF deixa de ser escudo do crime político.

Mas isso não acaba aqui, quando querem, os políticos sempre poderão fazer o que quiserem. O que caiu foi a ideia de que o presidente do STF seria a maior autoridade do país, depois da presidente da república.

Bom, pelo menos temos a boa notícia de que as forças armadas estarão protegendo os ministros do STF nas próximas semanas porque, até agora, a justiça estava muito previsível. Bastava alguém ligar para um Ministro do STF e usar argumentos convincentes como: Eu sei onde a sua mãe mora ou eu sei onde seus filhos estudam, para determinar o veredicto de um processo.

Que bom que isso mudou.

By Jânio

Texto relacionado:

Marcos Valério é preso novamente

Privataria tucana
Postar um comentário