quinta-feira, 20 de setembro de 2012

A evolução da Bíblia


Observando bem a Bíblia, desde a criação, notamos uma evolução constante, até o nascimento de Jesus, quando a evolução deu um salto e tivemos uma verdadeira revolução. A partir de Jesus, o tempo parou e e recomeçou do zero,  foi quando a Bíblica passou a ser contada no tempo passado.

Apesar de, nas palavras de Maomé e do islamismo, o tempo ter continuado de maneira distinta do cristianismo, o cristianismo é aceito até pelos poderosos que se beneficiam do martírio e da pobreza para atingirem seus objetivos, essa foi uma das formas como os países do ocidente se tornaram os mais ricos e poderosos do mundo, até a atual crise econômica.

Muitas verdades nos são negados e, caso fossem reveladas, todo o imperialismo chegaria ao fim. A Idade Média trouxe muitas verdades à tona, acabou assustando muita gente, apesar de muitas sociedades secretas terem se organizado nessa época.

Nas palavras da Bíblia Cristã podemos notar como o criador era rígido com as leis e implacável com os seus escolhidos. Entretanto, em algumas ocasiões, a humanidade ganhava uma nova chance para não ser exterminada da face da Terra.

O Criador da Terra destruiu a Torre de Babel e  movimentou as águas do mar Vermelho, promoveu grandes milagres na história de um povo de memória curta, mas consciente da importância da tradição para preservar nossos ensinamentos. Em alguns momentos da história bíblica, Nosso Senhor fez  alianças com os seres humanos, em alguns momentos da história sagrada, nosso criador nos deu uma nova chance, mas até quando seremos merecedores dela?

As histórias da Bíblia são muito antigas e correm o risco de perderem espaço para as teorias de evolução. Normalmente, eu teria dificuldades para aceitar tanto a resposta da religião, como a resposta da ciência, entretanto, foi a partir de Jesus que tudo ficou mais simples.

A simplicidade nas palavras de Jesus nos tornou seres muito mais humanos, mas passamos a abusar de sua capacidade de perdoar.

Fica claro que a Bíblia é um instrumento de auto-ajuda, auto-controle, mas controlar a vida dos outros já não é tão fácil.

Além dos donos do mundo que só pensam em aproveitar o final dos tempos até que não haja mais nada para ser sugado, temos mania de fazer coisas erradas, achando que tudo ficará bem, depois do arrependimento, depois do perdão. Essa certeza de que tudo tende a acabar bem, leva-nos a errar e então enfrentamos o purgatório do arrependimento que parece nunca ter fim.

Graças ao Nosso Senhor, Jesus nos livrou do fundamentalismo e nos apresentou os primeiros princípios, mesmo assim, muita gente tem a estranha mania de achar que as antigas leis são mais importantes que os princípios.

Algumas interpretações minhas:

0 - Amar a Deus sobre todas as coisas:

Para qualquer pessoa que tenha uma vida normal e envelheça, sempre estará com Deus no final da vida.

0 - Não tomar seu santo nome em vão:

Amar a Deus, não quer dizer explodir o mundo em nome dele. Se uma pessoa pensa em fazer isso, jamais deve tomar o seu amor por desculpa.

0 - Honrar pai e mãe:

Aqui, começam os problemas. Alguns pais são normais e são honrados, já outros...

0 - Não matar:

A legítima defesa faz parte da lei dos homens, e normalmente não se deve matar, mas no mundo de hoje...

0 - Não furtar:

Realmente não há nada pior que ser um ladrão, se bem que alguns filósofos consideram a mentira como o pior defeito de um covarde.

0 - Não cometer falso testemunho:

Mais do que um pecado, é a falta de caráter. Ser covarde e mentir é quase reconhecer não ser digno de viver.

0 - Guardar domingos e festas:

"Então o filho do Homem também não é senhor do sábado."

0 - Não pecar contra a castidade:

Talvez esse seja o pecado mais polêmico de hoje. Culpa da hipocrisia, falta de educação, etc.

As consequências de atos impensados, tentativa de casamentos forçados, golpes do baú, aborto, família, marginalidade... acho que já chega, não é mesmo?

0 - Não desejar a mulher do próximo e as coisas alheias.

Por mais que a modernidade  mostre o contrário, sempre dá confusão envolver-se com a mulher do próximo. Já na hora da inveja, talvez o melhor a fazer seja fechar os olhos e buscar outros valores que realmente importam.

Há um pastor que diz que a Bíblia não deve ser interpretada porque ela já é complicada demais e a interpretação só iria complicar ainda mais, o problema é que o literalismo pode ser ainda mais complicado, em alguns casos.

Jesus ensinava através de parábolas e, nesse caso, o fato não tinha necessariamente que ter acontecido para conter a verdade, aliás, em alguns casos, a representatividade é mais importante que os fatos.

Em toda legislação, as questões mais importantes surgem quando há conflito entre as regras, leis, normas.

Uma grande personalidade disse uma frase importante: "Na dúvida, faça a coisa certa", seguindo a mesma linha de: "Só fale quando tiver certeza".

Eu diria que se não temos certeza, melhor procurar outra coisa para fazer, não é mesmo?

Algumas pessoas estão além de nosso tempo e andam nuas ou vivem em comunidades alternativas, sem nenhuma maldade, desejo ou cobiça, outras se aproveitam dessa situação e apenas fingem, pagando um preço alto por isso.

De um modo geral, as consequências de nossos atos devem ser previamente analisados, devemos ter responsabilidade.

By Jânio

O homem que venceu o tempo

Milagres existem?

A duvidosa teoria de Darwin

Da genética ao nazismo

Verdades proibidas

A natureza obscura da mente humana

Postar um comentário