domingo, 26 de agosto de 2012

Fotógrafo americano leva 1.700 pessoas nuas a praça de Munique




Cerca de 1.700 alemães, cobertos apenas com pintura no corpo, participaram de uma sessão de fotos com o fotógrafo americano Spencer Tunick, na abertura do Festival da Ópera de Munique.

O fotógrafo famoso por suas sessões de fotos de pessoas nuas em público, tentou reproduzir a obra de Richard Wagner "O Anel dos Nibelungos", que conta as lutas entre deuses,  heróis e criaturas mitológicas, em torno de um anel mágico que concede domínio sobre todo o mundo.

Pouco antes de amanhecer e à temperatura de apenas 13 graus, na famosa avenida de Ludwigstras, centenas de voluntários começaram a organizar um movimento cujo nome é uma alusão a "casa dos Nibelungos" icônico wagneriano.

A praça Odeonplatz transformou-se nas garras de um dragão, enquanto a Max-Joseph foi o ponto de encontro para representar o objeto principal da famosa ópera, o anel. A sala real do  Royal  National Theatre transformou-se numa montanha formada por corpos dourados, representando a riqueza.

"Eu espero que as pessoas vejam estas obras e entendam que hoje o corpo está superando a dura censura a qual estava submetido", disse o fotógrafo Tunick.

Wagner levou 26 anos para criar essa obra. Para recriá-la, Tunick só precisou de uma manhã.

O fotógrafo americano vem retratando suas obras com pessoas nuas há 20 anos.

Veja as fotos aqui

Peladões  invadem as ruas do México

Pedalada Pelada de São Paulo

Tirando a roupa para mudar o mundo

Raio-x deixa pessoas nuas em aeroporto
Postar um comentário