segunda-feira, 14 de maio de 2012

Grávida com menos de dez anos causa polêmica



Uma menina de dez anos foi internada em estado de emergência, no mês de março, no hospital Dr. José R. Vidal, província de Corrientes, norte da Argentina, com uma gestação de seis meses, produto de uma violação e acabou dando a luz.

A menor é de San Miguel, 161 quilômetros ao sudeste da capital da província. Ela teve um parto por cesariana.

A menina está se recuperando e deverá permanecer internada entre 48 e 72 horas, na capital da província.

O caso que já era grave, ganhou ainda mais repercussão depois das declarações do ministro da saúde local, Julián Dindart, que afirmou que "algumas chicas engravidam porque precisam de dinheiro". As declarações polêmicas do ministro ocorreram depois da notícia da gravidez dessa menina de 10 anos e de uma outra de 12 anos, com gestação de cinco meses, ambas da mesma província.

A reação das organizações foi imediada, exigiram que o ministro não insulte as mulheres e muito menos as meninas que tem sido abusadas.

Fonte: RT-TV


Comentários: Bom, o que é que eu poderia dizer, a Argentina ainda tem um dos melhores IDHs do mundo e essa polêmica é uma prova disso, o país não está acostumado com esse tipo de ocorrência.

Por outro lado, a insinuação do FMI de que o país não estaria sendo totalmente transparente com sua economia, poderia estar acontecendo na área social também.

Para quem se assusta com a concentração populacional na região metropolitana de São Paulo, é bom saber que a região metropolitana de Buenos Aires concentra mais da metade da população da Argentina. Se lá dá certo, então, será que a burguesia brasileira estaria sendo enganosa ao afirmar que a concentração de pessoas em São Paulo seria prejudicial ao país?

Talvez não, afinal o nosso IDH é muito inferior e temos uma sociedade muito mais elitizada, pelo menos por enquanto.

É bom lembrarmos que se Corrientes fica ao norte da Argentina, ficaria numa região supostamente mais pobre, ou seja, mais distante da região metropolitana, onde se concentra a população e o capital, mas essa é só uma suposição minha.

O fato é que os problemas argentinos vão aparecendo e, independente das declarações polêmicas do ministro da saúde,  essa situação merece atenção por parte do governo.

Comentários: By Jânio

Postar um comentário