quarta-feira, 18 de abril de 2012

Brasileiros sem nada



Eu não gosto muito de falar na cara de um burguês que ele está errado, mas houve uma oportunidade em que eu avisei um amigo meu: "Se você tem problemas cardíacos, meu amigo, muito cuidado! Recomendo-lhe que viaje para uma cidade grande."

 - Mas o meu médico recomendou-me que viesse para o interior para relaxar - Disse ele.

 - Tudo bem, então relaxe, mas se sentir algo, pegue um carro e fique próximo de um grande hospital particular, e com dinheiro - Aconselhei-o.

Se é verdade que "conselhos não servem para nada, se servissem não seriam dados, seriam vendidos", a realidade foi que o meu conselho não serviu para nada, e o meu amigo morreu num hospital público, sem equipamentos, sem nada.

Ele elogiava muito o então prefeito, todos elogiavam, mas quem conhecia os problemas do hospital eram os pobres, principalmente aqueles sem nenhuma saúde e sem condições de mantê-la.

No momento em que o país supostamente cresce - muita gente tem notado que o país não está tão bem assim, os outros países é que estão quebrando - a burguesia sonha grande, viaja em busca de muambas de Miami, mas o trânsito de São Paulo e de todas as regiões metropolitanas do país estão um caos. A segurança do país é responsável por colocar algumas regiões brasileiras entre as mais violentas do mundo.

O governo não encontra uma empresa honesta em que possa confiar as reformas das estradas. Por trás das empresas licitadas estão lobistas, bicheiros, consultorias, corruptos, alianças políticas, banqueiros, e mais um monte de autoridades que deveriam prender e fiscalizar, mas preferem aliar-se, calar-se, em troca de uma boa remuneração - ... e a política continua sendo a "profissão" que mais bem "remunerada" do mundo, graças ao nosso bom e velho STF.

As consequências de tudo isso, são as muitas formas de crimes que evoluíram, além da política que já se tornou um caso de polícia há muito tempo.

Os políticos tem se adaptado muito bem aos novos tempos, com a criminalidade, a burguesia insensível também não se assusta tanto com o crime organizado, apesar de planejarem muito bem por onde andam. Até os estrangeiros já tem um mapa das regiões onde podem e onde não podem andar.

A marginalidade dos morros ameaçaram descer para os redutos burgueses, mas a polícia deixou bem claro que não permitirá que isso aconteça. Apesar disso, alguns fatos registrados nos noticiários policiais, mostram que a logística do tráfico já chegou à burguesia, passando por um canal inesperado, a própria polícia.

Os sem-tetos e os sem-terras mostram uma realidade dura, onde a polícia age com violência, desconhecendo, ou fingindo desconhecer os bandidos que eles estão defendendo. Tanto os sem-tetos, como os sem-terras, sabem do perigo que correm, por isso, invadem apenas propriedades usurpadas por políticos inescrupulosos, mafiosos banqueiros ex-presidiários e outros tipos de pilantras. Até os políticos fingem desconhecer, mas as notícias voam.

Eu penso que se a direita não mudar a sua forma de pensar e agir, corre o risco de entregar todo o país nas mãos da esquerda, e ninguém deseja isso. Uma ditadura da esquerda poderia ser ainda mais cruel que a ditadura de direita, levando-se em conta a desinformação e a falta de educação promovida pela própria direita.

Acontece que os criminosos mais importantes tem as fichas sujas de cada político e podem fazer o que bem entenderem com cada um eles, e na hora que desejarem.

O PCC e o CV mostram como é fácil recrutar pessoas nas comunidades mais carentes, mostram que as cestas básicas já não são suficientes para manter a integridade da família brasileira.

Na hora do desespero as pessoas encontravam alguma esperança nas igrejas, mas os escândalos recentes trazem junto a dura realidade, a de que não adianta caminhar junto a multidão, que é preciso pensar muito.

O  canibalismo de Pernambuco poderia ser apenas um caso isolado, mas fez as pessoas pensarem em como estão expostas aos problemas de infra-estrutura. Qualquer pessoa em uma praça, portão de escola, festa ou rodoviária, poderá estar se alimentando de carne humana, carne de pessoas que vivem o destino do gado, literalmente, e acabam no estômago de pessoas desavisadas.

Todos nós sabemos como as riquezas, PIB, e o desenvolvimento humano, IDH, estão distantes e sabemos também das consequências disso. Cada vez que alguém paga o seu imposto, alimenta uma quadrilha e quando não paga, alimenta uma outra quadrilha, de fiscais corruptos.

Então, chegou a hora de parar tudo, acertar, e recomeçar novamente, mas só depois de termos certeza que tudo está correto e que todos os bandidos estão na cadeia.

By Jânio
Postar um comentário