segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Brasil poderá ser a sexta maior economia




A notícia de que o Brasil poderia terminar o ano como a sexta maior economia do mundo me deixou intrigado. Acontece que toda vez que a mídia divulga uma notícia dessas, é porque vem notícia ruim por aí.

Levando-se em conta que faltam cinco dias para o final do ano, essa notícia é muito boa para os bilionários brasileiros. Talvez seja boa para os pobres também, se considerarmos que a estabilidade e o crescimento poderá atrair muitas empresas estrangeiras.

A notícia repercutiu pelo mundo inteiro, principalmente no Reino Unido, afinal, serão eles que perderão a honrosa sexta colocação no ranking do PIB.

Por outro lado, a notícia nem é tão boa assim, como explicam os economistas. O ranking do PIB é uma notícia boa para os bilionários e seus funcionários milionários, deveria ser divulgada só para eles.

O PIB Per Capta, resultado da divisão das riquezas produzidas, pelo número de habitantes, deixa o Brasil numa situação bem menos favorável. Na lista de índice de desenvolvimento humano (IDH), ficamos ainda pior.

Isso também é normal, e estamos até melhores que o esperado, considerando que esse crescimento do PIB ocorre devido ao crescimento da China, nosso rico parceiro econômico.

Crescimento do PIB, sem o acompanhamento do crescimento do IDH, é muito perigoso, principalmente para países como a China. A perda do poder da classe média brasileira, também é preocupante.

A previsão para 2.020 é ainda pior, nessa lista, o BRICS, formado pelos países emergentes, aparecem todos no topo do ranking, deixando para trás as poderosas nações como a Alemanha, Inglaterra, França, etç.

O BRICS, Brasil, Rússia, Índia, China e South África, poderão provar que a teoria dos países desenvolvidos estava errada, e que um país não precisa ter uma boa educação, saúde, transporte, segurança, etc., para poder crescer, os BRICS poderão provar que tudo o que é errado pode dar certo.

By Jânio
Postar um comentário